Bolsa PSI-20 sobe 1,5% com Pharol a disparar 10%

PSI-20 sobe 1,5% com Pharol a disparar 10%

Depois de duas sessões em queda, o PSI-20 recuperou em parte essas perdas e terminou a primeira sessão da semana com uma valorização de mais de 1,5%. Nas restantes praças europeias houve também tréguas nas perdas.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 12 de fevereiro de 2018 às 16:49

Talvez seja prematuro afirmar que o pior já passou. Mas, e depois de duas semanas com uma desvalorização semanal superior a 4%, o PSI-20 terminou esta segunda-feira, 12 de Fevereiro, em alta, com as quedas a darem assim algumas tréguas. O principal índice lisboeta terminou o dia a subir 1,48% para os 5.373,37 pontos, depois de duas sessões consecutivas em queda.

As principais praças europeias (os EUA seguem no verde) estão a subir também em torno de 1%, recuperando assim também parte das fortes quedas recentes. As últimas sessões foram caracterizadas por uma enorme volatilidade, que colocou uma forte pressão vendedora nas acções, depois de dados económicos ter indiciado que a inflação nos EUA estava a subir, podendo isso levar a uma subida mais célere das taxas de juro.

Além disso, na recta final da última semana, o anúncio feito na quarta-feira pelo Banco de Inglaterra adicionou pressão sobre os mercados bolsistas. Apesar de ter mantido os juros em 0,5%, o banco central inglês revelou que a subida dos juros vai começar mais cedo e será mais acentuada do que a instituição previra em Novembro último.

Em Lisboa, a maioria das cotadas que compõe o PSI-20 estão em alta. Destaque para os títulos da Pharol, BCP, Altri e Nos.

As acções da antiga PT SGPS terminaram o dia a disparar 9,91% para 23,3 cêntimos, recuperando assim das quedas recentes. E o BCP somou 2,38% para 29,63 cêntimos.

A Nos subiu 2,31% para 5,015 euros. No sector da pasta e do papel, e numa altura em que o euro sobe 0,21% para 1,2277 dólares, a Altri terminou o dia a subir 3,17% para 4,55 euros, a Semapa apreciou 2,02% para 17,90 euros e a Navigator avançou 1,69% para 4,088 euros.

 

No retalho, a Sonae cresceu  1,60% para 1,206 euros enquanto a concorrente Jerónimo Martins subiu 0,26% para 17,06 euros.

Na energia, a Galp Energia apreciou 0,62% para 14,595 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão em alta nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, valoriza 0,72% para 63,24 dólares por barril.

A EDP avançou 1,94% para 2,739 euros, a EDP Renováveis ganhou 1,16% para 6,965 euros e a REN cresceu 0,49% para 2,44 euros.

A travar uma subida mais acentuada da bolsa nacional estiveram as acções da Ibersol (-0,42% para 11,85 euros) e as da Corticeira Amorim (que recuaram 0,30% para 9,85 euros).




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 12.02.2018

Mercados americanos bem em alta !!!!!!!

Anónimo 12.02.2018

É um socialista que anda a bloquear o forum.

Saber mais e Alertas
pub