Bolsa PSI-20 sobe pela primeira vez em cinco sessões com BCP e JM a impulsionar

PSI-20 sobe pela primeira vez em cinco sessões com BCP e JM a impulsionar

A bolsa nacional contrariou a tendência negativa das principais praças europeias, apoiada pelas subidas do BCP e da Jerónimo Martins.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 17 de janeiro de 2018 às 16:41

A bolsa nacional encerrou em alta esta quarta-feira, 17 de Janeiro, depois de quatro sessões consecutivas de perdas, com o PSI-20 a ganhar 0,09% para 5.618,69 pontos. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, sete fecharam em alta, dez em queda e uma inalterada.

 

Lisboa contrariou, desta forma, a tendência negativa das principais praças europeias, que estão a ser penalizadas sobretudo pelas cotadas do sector das telecomunicações, media e banca.

 

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desce 0,13% para 397,85 pontos, numa altura em que só as praças de Amesterdão e Lisboa têm sinal verde.

 

Por cá, os ganhos foram motivados sobretudo pelo BCP e pela Jerónimo Martins. Depois de cinco sessões consecutivas de perdas, o banco liderado por Nuno Amado somou 1,14% para 29,24 cêntimos. A retalhista, por seu lado, valorizou 0,43% para 17,40 euros, num dia em que a sua congénere do sector, a Sonae, deslizou 0,66% para 1,198 euros.

 

A contribuir para a tendência positiva do PSI-20 estiveram também a Galp Energia e a EDP Renováveis. A petrolífera valorizou 0,12% para 16,12 euros, acompanhando os ganhos ligeiros da matéria-prima nos mercados internacionais.

 

Já a EDP Renováveis avançou 0,42% para 7,10 euros, enquanto a casa-mãe desceu 0,65% para 2,891 euros. Ainda na energia, a REN ganhou 0,08% para 2,566 euros.

 

A travar maiores ganhos do principal índice nacional estiveram, além da EDP, a Navigator e os CTT. A papeleira recuou 0,96% para 4,55 euros e a empresa de correios caiu 0,85% para 3,49 euros.

 

Depois das fortes descidas, os analistas identificam espaço para uma recuperação das acções da empresa liderada por Francisco Lacerda, com as avaliações a conferirem um potencial de subida superior a 22% aos CTT.




A sua opinião66
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Silva 17.01.2018

todos sabemos que tens Ctt camarada criador de touros
a semana passada falas-te diversas vezes nisso, sem ninguém te perguntar nada
não digas que agora não tens
até falas-te no preço alvo do bpi algumas vezes
não escondas agora amigo
estamos lixados, e eu começo a entrar em panico.

comentários mais recentes
Criador de Touros 18.01.2018

quanto mais eu baixo o nível e sou filho da puta, mais o massinhas me dá nas orelhas ,e os outros usuarios em vez de me defender me gozam mais , e a minha prezada familia,
aqui não se pode ser esperto e de direita, que levo forte e feio

C.T. tens de AFIAR MELHOR os CORNO 18.01.2018

quando a ordem de advogados vir aqui ao JORNAL DE NEGOCIOS ver o que escreves aqui de noite e dia, serás expulso da ordem maluco.
nem o estares PSICÓTICO TE SAFARA CRIADOR DE TOUROS.
SE TE FIZEREM QUEIXA EU APOIO EU SOU TESTEMUNHA.

Incognitus 17.01.2018

O consumo de estupefacientes e de substâncias psicotrópicas aliadas à bebida fazem o Massa Bruta entrar em êxtase histérica, e depois é o que se lê nos excrementos dos seus comentários!

Anónimo 17.01.2018

tomás massa bruta baza do forum

ver mais comentários