Bolsa PSI-20 acompanha quedas da Europa com CTT em novos mínimos

PSI-20 acompanha quedas da Europa com CTT em novos mínimos

A bolsa nacional segue em terreno negativo pela terceira sessão consecutiva, penalizada pelos CTT e pela Nos. Na Europa, os investidores aguardam dados económicos dos EUA.
PSI-20 acompanha quedas da Europa com CTT em novos mínimos
Bruno Simão/Negócios
Rita Faria 07 de outubro de 2016 às 11:30

A bolsa nacional está a negociar em queda esta sexta-feira, 7 de Outubro, pela terceira sessão consecutiva, com o PSI-20 a descer 0,54% para 4.512,92 pontos. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, 16 estão em queda e apenas duas em alta.

Na Europa, a tendência é igualmente negativa, com os investidores a aguardarem a divulgação dos dados do emprego nos Estados Unidos. O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, cai 0,37% para 341,56 pontos, penalizado sobretudo pelas cotadas do sector do turismo e do retalho.

No plano nacional, a Nos e os CTT são as empresas que mais pressionam o PSI-20. A operadora liderada por Miguel Almeida desliza 1,47% para 5,912 euros enquanto os CTT recuam 1,76% para 5,644 euros, depois de terem chegado a perder 3,05% para 5,57 euros, um novo mínimo de Janeiro de 2014.   

Esta quinta-feira, foi revelado que o Norges Bank, banco central da Noruega, reforçou de 4,47% para 5,58% (8,36 milhões de acções) a sua posição na empresa liderada por Francisco Lacerda.

A penalizar a negociação estão ainda as cotadas do grupo EDP, com a empresa-mãe a perder 0,54% para 2,761 euros e a EDP Renováveis a recuar 0,96% para 6,69 euros.

Na banca, a tendência é igualmente negativa. O BCP desvaloriza 0,65% para 1,54 cêntimos e o BPI cai 0,09% para 1,127 euros.

A Pharol, por seu lado, perde 1,20% para 24,7 cêntimos, depois de a Oi ter anunciado que falharam as negociações para o fundo norte-americano Elliot, de Paul Singer, injectar 10 mil milhões de reais na empresa brasileira que está em recuperação judicial.

Em terreno positivo estão apenas a Jerónimo Martins e a Semapa. A empresa liderada por Pedro Queiroz Pereira ganha 0,51% para 11,77 euros enquanto a retalhista soma 0,54% para 15,78 euros. Esta evolução acontece depois de o Haitong ter revisto em alta o preço-alvo para as acções para 16,70 euros.




A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana


Peeensionista da CGA

És proprietário da parte da pensão que corresponde aos descontos efetuados!

O resto, mais de metade, é uma esmola que os trabalhadores e os contribuintes portugueses te dão, 14 meses por ano.

comentários mais recentes
fugir bolsa Há 1 semana

Psi 20 nos 1500 pontos

Anónimo Há 1 semana

EPÁ A SÉRIO JÁ CHEGA DE PALHAÇADA. OS CTT A CAIR 3%!? MAS EU METI DINHEIRO NO BCP OU NOUTRO BANCO FALIDO E A PRECISAR DE UM AC, OU NUMA EMPRESA COM LUCROS, DIVIDENDO E SEM DÍVIDA? TÁ TUDO DOIDO?

Anónimo Há 1 semana

Já é semi-oficial CTT n vai haver dividendos para ninguém, resultados cobrir prejuízos Banco CTT, no fim deste mês será anunciado. Por isso é q são só ratos abandonar o barco, CTT a caminho dos €3. N irá demorar muito...

Anónimo Há 1 semana

O teste do mercado ao banco dos CTT é como o teste do algodão, não engana, e é bem negativo

ver mais comentários
pub