Bolsa PSI-20 desce após duas sessões de ganhos com Nos e JM a penalizar

PSI-20 desce após duas sessões de ganhos com Nos e JM a penalizar

A bolsa nacional encerrou em terreno negativo, acompanhando a tendência das congéneres europeias, numa altura em que os investidores estão a olhar para os resultados do terceiro trimestre.
Rita Faria 12 de Outubro de 2016 às 16:43

A bolsa nacional encerrou em queda esta quarta-feira, 12 de Outubro, depois de duas sessões consecutivas de ganhos, com o PSI-20 a descer 0,21% para 4.555,34 pontos. A Jerónimo Martins e a Nos foram as empresas que mais penalizaram o índice nacional, numa sessão em que dez cotadas fecharam em baixa, seis em alta e uma inalterada.

Na Europa, a maioria dos índices também negoceia no vermelho, numa altura em que os investidores estão a olhar para os resultados das empresas relativos ao terceiro trimestre.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desvaloriza 0,33% para 338,96 pontos, penalizado sobretudo pelas empresas do sector da tecnologia e das telecomunicações.

No plano nacional, a Jerónimo Martins desceu 0,91% para 15,81 euros e a Nos perdeu 1,46% para 5,811 euros, depois de, ontem, o CaixaBI ter cortado o preço-alvo para as acções da empresa de 7,50 para 7,00 euros, mantendo a recomendação de comprar. 

A contribuir para a descida do PSI-20 esteve também a Galp Energia, que deslizou 0,36% para 12,47 euros, acompanhando a tendência de queda do preço do petróleo nos mercados internacionais. Nesta altura, o Brent – que serve de referência às importações europeias – recua 1,41% para 51,67 dólares por barril.

Ainda na energia, a EDP ganhou 1,42% para 2,854 euros, a EDP Renováveis somou 0,21% para 6,815 euros e a REN subiu 0,32% para 2,536 euros.

A tónica foi negativa também no sector da banca, com o BCP a descer 0,65% para 1,53 cêntimos e o BPI a perder 0,67% para 44,5 cêntimos.

Os CTT, que disparam 4,5% na sessão de ontem, desvalorizaram 0,44% para 5,886 euros. A forte subida aconteceu depois de o Haitong ter mantido a empresa de correios na sua lista de "balas de prata" – uma selecção das acções ibéricas preferidas para o último trimestre deste ano.

Incluída nesta lista foi a Corticeira Amorim, que atingiu um novo máximo histórico na sessão de hoje, nos 9,15 euros. As acções encerraram a subir 2,37% para 9,14 euros. 


(Notícia actualizada às 16:51)




A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


PS ROUBA OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


O CÚMULO DA ASNEIRA.

O SOCAS GATUNO conseguiu endividar o país até à bancarrota (e o COSTA LADRÃO está a continuar o serviço).

Para onde foi o todo esse dinheiro, se nem sequer pagou as obras que mandou fazer (PPP) ?

Adivinhou: Salários e pensões da FP.

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

A MALTA DA DIREITA É COMPOSTA POR DOIS GRUPOS:

1 - Os LADRÕES (Inclui o tecnofórmio e o submarino): que andam a encher os bolsos à custa dos portugueses;

2 - Os BURROS: que ajudam os anteriores a roubar o povo, em nome da ideologia.

Anónimo Há 2 semanas

Anónimo 17:46 concordo com o volume miserável mas não com o resto. A Inapa tem resultados óptimos. Os melhores dos últimos anos. Agora da lucro. Espero que consiga adquirir a distribuidora em França. Passará a líder no mercado. A Inapa dará alegrias mas é como todos os títulos. Qual eata bom ?

Anónimo Há 2 semanas

BCP VAI PAGAR ACÇÕES A 2.57 CENTIMOS...YUPIII!!!

Anónimo Há 2 semanas

A INAPA tem um volume do caraças, há 2 dias parada. Já tudo vendeu a perder há muito tempo e ninguém tem vontade de voltar a entrar. Com os resultados cada vez mais miseráveis, não admira.

ver mais comentários
pub