PSI-20 em terreno negativo pressionado por energias e Jerónimo Martins
06 Julho 2012, 11:10 por Andreia Major | amajor@negocios.pt
4
Enviar por email
Reportar erro
0
A bolsa nacional mantém a tendência negativa da abertura, penalizada com maior impacto pelo sector das energias e pela Jerónimo Martins. Os restantes mercados europeus acompanham a tónica negativa, após o BCE ter anunciado ontem um corte de juros para 0,75%. Apesar da queda, a bolsa prepara-se para subir quase 3% esta semana.
O PSI-20 desce 0,65% para 4.831,49 pontos, com quatro cotadas em alta e 15 cotadas em queda. No total da semana, a bolsa nacional valorizou 2,85% e prepara-se para encerrar a quinta semana de ganhos consecutivos, algo que já não acontecia desde Outubro de 2010.

Os restantes mercados do Velho Continente seguem também em terreno negativo, o que demonstra que o corte de juros por parte do BCE para um mínimo histórico não foi suficiente para animar os investidores.

Os mercados já tinham descontado esta descida da taxa directora e atendendo a que o presidente do banco central, Mario Draghi, não anunciou novas medidas de estímulo, as bolsas acabaram por reagir em baixa, tendência que mantêm esta manhã.

O banco central da China também desceu os juros, mas os mercados consideram que estas acções não bastam para revitalizar o crescimento económico.

Os investidores aguardam agora com expectativa os dados do mercado de trabalho norte-americano em Junho.

Por cá, a EDP é a cotada que mais penaliza o índice de referência nacional. A energética recua 0,67% para 1,94 euros. Segue-se a Galp Energia, a perder 0,80% para 10,565 euros.

O restante sector energético regista uma tendência mista, com a EDP Renováveis a ceder 2,32% para 2,741 euros, e a REN a subir 0,10% para 2,042 euros.

Também a Jerónimo Martins está a contribuir para as quedas do índice, a desvaloriza 0,74% para 13,43 euros. A concorrente Sonae deprecia 0,47% para 0,428 euros.

A Brisa diminui 2,69% para 2,461 euros, e o BES recua 2,30% para 0,552 euros. No restante sector da banca a tónica é mista. O BCP perde 1% para 0,099 euros, e o BPI desliza 0,73% para 0,547 euros. O ESFG aprecia 0,36% para 5,30 euros.

A travar maiores quedas do índice está a Portugal Telecom, que aprecia 0,42% para 3,625 euros. Segue-se a Zon, que sobe 0,66% para 2,28 euros. A Sonaecom deprecia 0,45% para 1,33 euros.
4
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags: