Obrigações Quase 5 mil investidores compraram obrigações do Benfica  

Quase 5 mil investidores compraram obrigações do Benfica  

A oferta de obrigações da Benfica SAD foi subscrita por 4.833 investidores, que aplicaram 60 milhões de euros na dívida do clube encarnado.
Quase 5 mil investidores compraram obrigações do Benfica  
Miguel Baltazar
Nuno Carregueiro 21 de abril de 2017 às 17:26

Os resultados da operação foram anunciados esta sexta-feira, 21 de Abril, em sessão especial de Bolsa realizada na Euronext Lisbon, depois da SAD ter decidido aumentar em 10 milhões o valor da emissão, para responder à forte procura. Esta atingiu os 92,09 milhões de euros, o que supera em mais de 50% os 60 milhões de euros disponíveis na oferta.

 

Mais de metade dos investidores (51%) investiu menos de mil euros nas obrigações do Benfica, sendo que 194 (ou 4% do total), aplicou mais de 50 mil euros. A liquidação da operação será efectuada na quarta-feira, 26 de Abril, sendo que nesse dia os títulos são admitidos à negociação na Euronext Lisbon.

 

Este foi o sétimo empréstimo obrigacionista realizado pela SAD do Benfica, que vai permitir à cotada reduzir a sua dívida bancária para cerca de 150 milhões de euros. Nas sete emissões a SAD encarnada angariou um total de 275 milhões de euros, sendo que grande parte do encaixe das emissões serviu para reembolsar as anteriores.

 

A emissão que atraiu o menor número de investidores foi realizada em 2007 (3.904) e o maior em 2013 (7.266).

 

À semelhança do que tem acontecido com outras entidades, o Benfica tem tentado aproveitar o interesse dos investidores por este tipo de títulos, como alternativa aos baixos juros oferecidos pelos depósitos a prazo, para apostar na colocação de dívida.

 

Os títulos, com uma maturidade de três anos, vão pagar uma taxa de juro bruta de 4%. Líquida de impostos, a taxa é de 2,9%. "É uma fonte de financiamento interessante para o Benfica, quer para os detentores de obrigações. É uma oportunidade para fazermos uma redução da nossa exposição à banca portuguesa e diminuir a nossa dívida", afirmou recentemente Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD.


Na emissão realizada o ano passado o Benfica pagava 4,25%, tendo colocado 50 milhões de euros junto de mais de 6 mil investidores.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 21.04.2017

O PS ainda vai arranjar maneira do Estado ter que pagar isto aos 5 mil em vez de ser o clube de futebol a fazê-lo.

comentários mais recentes
Anónimo 21.04.2017

O PS ainda vai arranjar maneira do Estado ter que pagar isto aos 5 mil em vez de ser o clube de futebol a fazê-lo.

Anónimo 21.04.2017

Se a moda pega ainda transformam o Benfica num Benfica Mau e num Benfica Bom só para não pagarem o reembolso destas obrigações, e o Estado é chamado pelos lesados ou lesionados do Benfica para garantir o pagamento.

Anónimo 21.04.2017

Porque será que só vejo comentários de não adeptos do SLB ? porque se preocupam ? preocupem-se é com os muitos, muitos milhões em VMOC´S que tem para pagar, pois já não faltam muitos anos para vencerem. Se considerarmos que este ano nem dinheiro houve para pagar os juros dos mesmos....