Bolsa Queda do petróleo tira energia a Wall Street

Queda do petróleo tira energia a Wall Street

As bolsas do outro lado do Atlântico fecharam em terreno negativo, penalizadas sobretudo pelos títulos da energia, numa sessão de descida dos preços do petróleo nos principais mercados internacionais.
Queda do petróleo tira energia a Wall Street
Reuters
Carla Pedro 21 de Dezembro de 2016 às 21:23

Depois de, na terça-feira, as bolsas do outro lado do Atlântico terem estado a ser impulsionadas pela banca, hoje perderam terreno e o sector financeiro esteve - a par com o da energia e imobiliário - a contribuir para o movimento baixista.

O índice industrial Dow Jones encerrou a ceder 0,16%, para 19.941,96 pontos, depois de ontem ter atingido um novo máximo histórico nos 19.987,63 pontos. O Dow Jones, que ontem esteve a apenas 12,37 pontos de chegar ao patamar dos 20.000 pontos, ficou agora um pouco mais distanciado dessa meta, mas ainda próximo dela.

 

O S&P 500 também recuou esta quarta-feira, tendo terminado a perder 0,20% para 2.265,22 pontos. O tecnológico Nasdaq Composite acompanhou o movimento de descida, fechando a desvalorizar 0,23% para 5.471,43 pontos.

 

A pressionar as praças norte-americanas esteve sobretudo o sector da energia, que esteve a ser castigado pelas quedas das cotações do petróleo em Londres e Nova Iorque.

 

O "ouro negro" esteve a ceder terreno depois de o Departamento norte-americano da Energia ter reportado um aumento das reservas de crude nos EUA, durante a semana passada, pela primeira vez em cinco semanas.

 

Os inventários desta matéria-prima aumentaram 2,26 milhões de barris na semana passada, o que levou os preços do crude a caírem na ordem de 1,5% nos mercados nova-iorquino e londrino.

 

Entre as restantes "commodities", também o ouro e o cobre se destacaram pelas descidas, pressionando assim os títulos ligados a estes metais.

 

Também os títulos ligados ao mercado imobiliário e ao sector financeiro estiveram a pressionar Wall Street na sessão desta quarta-feira. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub