Petróleo Queda das reservas dá ganhos ao petróleo

Queda das reservas dá ganhos ao petróleo

O petróleo está a subir numa altura em que os dados semanais da indústria nos EUA revelam que as reservas caíram. O mercado continua a acreditar que a Rússia vai cooperar no acordo para travar a oferta.
Queda das reservas dá ganhos ao petróleo
Bloomberg
Ana Laranjeiro 19 de Outubro de 2016 às 07:53

Os preços do petróleo estão a subir nos mercados internacionais numa altura em que os dados da indústria indicam que as reservas diminuíram. O West Texas Intermediate sobe 0,99% para 50,79 dólares por barril. O Brent do Mar do Norte, que serve de referência para as exportações nacionais, valoriza 0,95% para 52,17 dólares por barril.

Os dados do Instituto Americano do Petróleo indicam que os inventários recuaram, na semana passada, para os 3,8 milhões de barris, de acordo com a Bloomberg. Esta quarta-feira são divulgados os dados relativos ao petróleo por parte do Governo norte-americano.

Além disso, a marcar a negociação da matéria-prima estão as palavras do secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), Mohammed Barkindo, que afirmou que a Rússia não vai deixar de cooperar com o cartel no sentido de estabilizar o mercado.


Entretanto, o ministro russo da Energia, Alexander Novak, adiantou, citado pela Bloomberg, que um comité da OPEP vai reunir-se no final deste mês para tentar resolver as diferenças sobre a produção de cada Estado-membro.


"O mercado provavelmente vai manter-se próximo deste nível à medida que nos aproximamos do encontro de Novembro", disse à Bloomberg David Lennox, analista da Fat Prophets, na Austrália. "Não acredito que vamos ver mais produção dos Estados Unidos por isso cabe agora à OPEP cortar agora. O excedente é muito mais fácil de gerir agora que há doze meses", acrescentou.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub