Bolsa Quedas da Jerónimo, Galp e BCP ditam descida da bolsa

Quedas da Jerónimo, Galp e BCP ditam descida da bolsa

A bolsa nacional terminou o dia a recuar quase 1%, num dia em que houve quedas acentuadas entre as principais cotadas. A Jerónimo Martins caiu mais de 2%, enquanto a Galp e o BCP cederam mais de 1%.
Quedas da Jerónimo, Galp e BCP ditam descida da bolsa
Bloomberg
Sara Antunes 08 de junho de 2017 às 16:45
O PSI-20 caiu 0,93% para 5.240,37 pontos, com 14 cotadas em queda, quatro em alta e uma inalterada. Entre os congéneres europeus a tendência é de ganhos ligeiros, num dia em que se aguarda pelo desfecho das eleições no Reino Unido.

Theresa May antecipou as legislativas no país para que ocorressem antes de iniciar as negociações do Brexit. Mas há dúvidas de que consiga ganhar as eleições, e ainda mais sobre conseguir manter a maioria que tem agora no Parlamento. Uma última sondagem divulgada esta quinta-feira, revela que May está a oito pontos do adversário trabalhista Jeremy Corbin. Nesta sondagem, May é vista a recolher 44% dos votos, enquanto Corbyn terá 36%, uma queda de quatro pontos percentuais relativamente ao último estudo de opinião.

 

Na bolsa nacional foram as quedas do BCP, da Jerónimo Martins e da Galp Energia que mais determinaram o comportamento.

 

A Jerónimo Martins recuou 2,17% para 17,62 euros, a aliviar de máximos de Maio de 2013, depois de ontem ter subido a reflectir os planos apresentados para o mercado polaco. A Jerónimo Martins vai investir num novo centro de distribuição na Polónia e criar 250 postos de trabalho.


Em sentido contrário, e a travar a descida da bolsa esteve a rival Sonae SGPS, ao subir 3,10% para 0,932 euros.

Já a Galp Energia desvalorizou 1,73% para 13,38 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão a descer. O barril do Brent, negociado em Londres, regressou às quedas, recuando 0,15% para 47,99 dólares, ainda a reflectir a divulgação das reservas dos EUA, que voltaram a aumentar e a elevar a especulação de que há excesso de oferta no mercado. 

Ainda no resto do sector da energia, a EDP cedeu 0,15% para 3,236 euros e a EDP Renováveis recuou 0,07% para 6,955 euros. Já a REN depreciou 0,45% para 2,871 euros.


O BCP caiu 1,10% para 0,2245 euros, num dia em que as unidades participação do Montepio deslizaram 10,83% para 0,502 euros, continuando a aliviar dos ganhos expressivos registados na semana passada. A contribuir para alguma correcção destes títulos esteve a entrevista do provedor da Santa Casa da Misericórdia, Santana Lopes, que deixou em aberto a possibilidade de entrar no Montepio. "Se for um risco indevido, não entramos" no Montepio, garantiu o responsável em entrevista à SIC.

A Nos caiu 1,25% para 5,444 euros. Destaque também para a Mota-Engil, que deslizou 4,67% para 2,49 euros, sem que haja notícias que o sustentem.

A contrariar a tendência esteve a Corticeira Amorim, que subiu 0,27% para 12,80 euros, bem como os CTT, ao subirem 0,07% para 5,648 euros.


(Notícia actualizada às 16:50 com mais informação)

A sua opinião36
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

BCP, vêm aí notícias das boas !!!!!!!!!!!!!!!!!

APOSTAR FORTE Há 2 semanas

AMANHA APOSTAR FORTE NA NAVIGATOR, E J. MARTINS.

BCP Há 2 semanas

O BCP está a um preço justo! A cotação reflete o seu valor real!

Anónimo Há 2 semanas

Os shorts irão perder tudo a apostar contra o BCP.

ver mais comentários
pub