Trading Quedas das bolsas "é salutar e bem-vinda", defende Lagarde

Quedas das bolsas "é salutar e bem-vinda", defende Lagarde

A directora do FMI assegurou que não está, minimamente preocupada com a instabilidade das bolsas.
Quedas das bolsas "é salutar e bem-vinda", defende Lagarde
Reuters
Mariana Adam 12 de fevereiro de 2018 às 12:06

O mini-crash que ocorreu na semana passada nas bolsas era necessário e é muito bem-vindo. A opinião é de Christine Lagarde, que em entrevista à CNBC afirma que os preços dos activos estavam demasiado elevados. A directora do FMI defende mesmo que a queda nas bolsas da semana passada foi uma medida de correcção "salutar".

 

"Registou-se um pouco de volatilidade no mercado, principalmente nos EUA, mas, se compararmos com as avaliações de há uma semana, houve uma correcção de mercado entre os 6% e os 9%. O que, sinceramente, considerando os preços dos activos, que estavam muito altos, é, para nós, uma correcção salutar e bem-vinda", afirmou Lagarde à CNBC, em entrevista este domingo, 11 de Fevereiro, no Dubai.

 

O índice Dow Jones registou a sua pior semana em dois anos, na semana passada, e o Standard & Poors 500 perdeu 10% face ao pico de Janeiro. Já os níveis de pânico (volatilidade) atingiram os máximos de vários anos.

Mas a número um do FMI diz que turbulência registada nos mercados na última semana "não é uma fonte de preocupação" para a instituição, já que os eixos fundamentais da economia - tais como taxas de crescimento e lucros das empresas, por exemplo – continuam fortes.

Lagarde acredita que neste nervosismo é assim apenas uma correcção dos mercados e não afectará a expansão da economia real mundial nem as capacidades dos países para manter a rota de crescimento".




pub