Bolsa Quedas dos CTT e da EDP arrastam bolsa nacional

Quedas dos CTT e da EDP arrastam bolsa nacional

A bolsa nacional segue em queda, à semelhança das congéneres europeias, pressionada pela descida dos CTT e da EDP.
Quedas dos CTT e da EDP arrastam bolsa nacional
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 18 de janeiro de 2017 às 12:28

O PSI-20 está a cair 0,31% para 4.583,58 pontos, com 11 cotadas em queda, seis em alta e uma inalterada. Entre os congéneres europeus a tendência é igualmente de quedas, numa altura em que os investidores esperam pelo fim da reunião do Banco Central Europeu (BCE), que vai ocorrer amanhã, aguardando pelas declarações do presidente da autoridade monetária.

 

Na praça nacional, a queda dos CTT está a ser determinante para a descida da bolsa. As acções da empresa liderada por Francisco Lacerda, estão a descer 1,82% para 6,039 euros, no dia em que foi conhecida a lista das "balas de prata" do Haitong, cuja revisão ditou a saída dos CTT, que foram substituídos pela Sonae.

 

Já as acções da dona do Pingo Doce, que se juntam à Nos e Corticeira Amorim nas "balas de prata" do Haitong, sobem 0,96% para 0,845 euros.

Ainda no retalho, a Jerónimo Martins também trava a descida da bolsa ao subir 0,19% para 15,79 euros.

 

Em queda segue ainda a EDP, ao perder 0,95% para 2,824 euros, enquanto a EDP Renováveis sobe 0,95% para 5,854 euros. Já a Galp Energia deprecia 0,42% para 14,09 euros.

 

Na banca, o BCP está a descer 0,50% para 0,1592 euros, o que significa que o preço teórico dos direitos para subscrição do aumento de capital é de 0,978 euros. Os direitos começam a negociar em bolsa amanhã, sendo que o valor de estreia vai depender da cotação das acções do BCP. Para saber quanto valem os direitos e quanto terá de investir para subscrever as acções a que tem direito aceda à calculadora que o Negócios elaborou.

O BPI, que está sob a oferta pública de aquisição (OPA) do CaixaBank, está a descer 0,09% para 1,132 euros. Os analistas acreditam que a OPA terá sucesso e recomendam aos accionistas que aceitem a oferta dos espanhóis, devido ao risco de o BPI ficar com pouca liquidez. A operação decorre até ao próximo dia 7 de Fevereiro.

 

Ainda sobre o banco liderado por Fernando Ulrich, o CaixaBI emitiu uma nota de antevisão dos resultados de 2016. O banco de investimento prevê que o BPI tenha terminado o ano com um lucro de 266,4 milhões de euros, o que representa um aumento de 12,7% face ao ano anterior. Os números de 2016 serão conhecidos no dia 26 de Janeiro.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 18.01.2017

Comprar Inapa, vai duplicar de valor dentro de 1 ano.s

Anónimo 18.01.2017

Ainda á pessoas a comprar ações do BCP com base neste tipo de informações!
JOVEM: SONAE=CONTINENTE!

Anónimo 18.01.2017

A Sonae Dona do Pingo Doce??!! Não sabia!!!!