Marc Faber
"Dr. Pessimista" aposta na Portugal Telecom
05 Julho 2012, 07:00 por Carla Pedro | cpedro@negocios.pt
8
Enviar por email
Reportar erro
0
O célebre investidor Marc Faber não perde boas oportunidades de compra no Velho Continente. E considera que a PT é uma delas.
A diferença horária é de seis horas. Na Tailândia, onde Marc Faber vive, eram já 22h quando ontem respondeu ao Negócios: “comprei acções da Portugal Telecom”. Confirmava assim a sua aposta nalguns títulos europeus, apesar da crise. Porque muitos deles estão “apenas” subvalorizados e porque os cortes de dividendos, se os houver, não hão-de ser de 90%. Pelo menos nas empresas que tem em mira.

No início desta semana, em entrevista à Bloomberg TV, disse que havia boas oportunidades de investimento na bolsa na Europa, inclusivamente nos países que enfrentam mais apuros. “Em Portugal, Espanha, Itália e França, os mercados estão em mínimos de Março de 2009 ou até menos. De par com más empresas e com a banca, há também empresas razoavelmente boas. Empresas excelentes, mas que foram arrastadas pela corrente. Eu vejo valor nos títulos independentemente de a Zona Euro se manter ou não”, sublinhou.

Faber revelou, nesta entrevista televisiva, que anda às compras: “estou a comprar qualquer coisa que dê um retorno elevado ou que eu entenda que tem um dividendo relativamente seguro. Ou seja, empresas cujos dividendos não prevejo que sejam cortados em 90% (…). Não estou a comprar bancos, mas talvez estes possam valorizar. Não estou a comprá-los porque acho que vai haver muita diluição de capital e recapitalizações. Por isso é que não estou tão inclinado para eles”.

Uma das áreas que Marc Faber vê com uma perspectiva optimista é a das telecomunicações. Daí que tenha adquirido posições na Portugal Telecom, que tem estado a viver um bom momento bolsista nas últimas sessões.

A operadora liderada por Zeinal Bava está a valorizar em bolsa desde sexta-feira, depois de ter anunciado o refinanciamento de uma linha de crédito - que permite que esteja “totalmente financiada até Junho de 2016” – e uma nova política de dividendos para os próximos três anos, com um corte de 50% em relação à anterior remuneração accionista.

Na passada segunda-feira, a agência de notação financeira Moody’s elogiou as decisões da PT, considerando-as positivas.

Quem é Marc Faber

Marc Faber nasceu na Suíça, viveu em Hong Kong durante 25 anos e actualmente vive na Tailândia. Formado em economia, é um investidor especialmente célebre por ter antecipado o “crash” bolsista que resultou na Segunda-Feira Negra de 1987. Na altura, aconselhou os seus clientes a retirarem o dinheiro de Wall Street e os que seguiram a recomendação salvaram-se de perder muito dinheiro.

Mas não só. Previu também o estoiro da bolha japonesa em 1990, a crise financeira na Ásia-Pacífico em 1997/98, entre vários outros descalabros. E é exactamente por prever tantas desgraças que é apelidado, pela imprensa mundial, como “Dr. Doom”.

A sua “newsletter” sobre oportunidades de investimento chama-se, aliás, “Gloom, Boom and Doom” (GBD). Gosta da ideia de “Dr. Pessimista” que têm dele ou, pelo menos, diverte-se com isso, segundo refere o seu perfil na GBD.

8
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: