Bolsa Resultados da Macy's penalizam abertura de Wall Street

Resultados da Macy's penalizam abertura de Wall Street

As bolsas dos Estados Unidos estão a negociar em terreno negativo, num dia em que os resultados das retalhistas estão em destaque. A Macy's afunda mais de 8% após lucros e receitas abaixo do esperado.
Resultados da Macy's penalizam abertura de Wall Street
Reuters
Rita Faria 11 de maio de 2017 às 14:36

Os principais índices norte-americanos abriram em queda esta quinta-feira, 11 de Maio, depois de a Macy’s ter apresentado resultados abaixo do esperado pelos analistas, marcando o tom da divulgação das contas de outras retalhistas como é o caso da Nordstrom, ainda hoje.

 

O índice industrial Dow Jones desce 0,16% para 20.910,38 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq recua 0,31% para 6.109,88 pontos. Já o S&P500 desce 0,23% para 2.394,07 pontos.

 

Antes da abertura do mercado, a Macy’s revelou que os seus lucros, no primeiro trimestre, foram de 24 cêntimos por acção, quando os analistas apontavam para 35 cêntimos. Já as vendas desceram 4,6% para 5,3 mil milhões de dólares, um decréscimo superior ao esperado (3,5%). As acções da rede de lojas norte-americana afundam 8,62% para 26,81 dólares.

 

"As nossas vendas e lucros do primeiro trimestre foram consistentes com as nossas expectativas e continuamos a caminho de cumprir a nossa orientação para 2017", afirmou o CEO da empresa, Jeff Gennette, num comunicado citado pela CNBC.

 

Antes da abertura das bolsas, foi também divulgado que os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos recuaram na semana passada. De acordo com os dados do Departamento do Trabalho, a descida foi de 2 mil para 236 mil, um valor abaixo do esperado pelos economistas, que apontavam para um total de 245 mil.

 

Além da Macy’s, estão em destaque na sessão de hoje as acções da Snap, dona do Snapchat, que afundam 23,14% para 17,61 dólares, depois de a empresa ter revelado um abrandamento no crescimento do número de utilizadores e receitas.

 

A Straight Path cai 20,28% para 178,41 dólares depois de a Verizon ter fechado um acordo para comprar a empresa por 184 dólares por acção, pondo fim ao acordo inicial entre a Straight Path e a AT&T. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Dias 11.05.2017

A Sonae Capital vai ultrapassar a Sonae SGPS?

pub