Bolsa Resultados continuam a pressionar bolsas dos EUA

Resultados continuam a pressionar bolsas dos EUA

As bolsas dos EUA estão em queda, depois de algumas cotadas terem reportado números que desiludiram.
Resultados continuam a pressionar bolsas dos EUA
Reuters
Sara Antunes 21 de Outubro de 2016 às 14:35
O Dow Jones desce 0,59% para 18.054,35 pontos, o Nasdaq recua 0,08% para 5.237,734 pontos e o S&P500 perde 0,6% para 2.125 pontos.

Numa altura em que a época de resultados está a marcar o passo, a General Electric cai 2,34% para 28,39 dólares, depois de ter revisto em baixa as suas estimativas para o crescimento orgânico de vendas este ano. As receitas da GE, numa base orgânica deverão crescer 2% este ano, quando a anterior estimativa apontava para um aumento entre 2% e 4%. Os resultados deverão situar-se entre 1,48 dólares e 1,52 dólares por acção. A previsão anterior apontava para um intervalo entre 1,45 dólares e 1,55 dólares.

A Advanced Micro Devices também cortou as estimativas de receitas para o quarto trimestre, com os números a ficarem aquém das estimativas, as acções estão a descer 5,96% para 6,545 dólares. A fabricante de chips anunciou um aumento de receitas de 23,2% no terceiro trimestre. Já para o quarto trimestre do ano as estimativas da empresa apontam para que as receitas diminuam 18% face a este último trimestre, o que significa que o volume de negócios deverá situar-se entre 1,03 mil milhões e 1,11 mil milhões de dólares. Os analistas consultados pela Reuters estimavam receitas médias de 1,06 mil milhões de dólares.

Já a Microsoft está a subir 4,79% para 59,995 dólares, depois de ter revelado que os lucros e as vendas do primeiro trimestre fiscal de 2017 ficaram acima do esperado pelos analistas, sustentados pela procura de serviços e software de alojamento em cloud. O resultado líquido da actividade no trimestre terminado a 30 de Setembro ficou em 5,98 mil milhões de dólares (ou 76 cêntimos por acção, quando os analistas estimavam 68 cêntimos) enquanto as vendas se cifraram em 22,3 mil milhões, mais do que os 21,7 mil milhões esperados.

Em destaque estão também a AT&T e a Time Warner depois de ter sido noticiado que administradores das duas cotadas estiveram reunidos nas últimas semanas para discutir várias estratégias, incluindo uma fusão. As acções da AT&T descem 0,66% para 38,395 dólares, enquanto a Time Warner sobe 1,96% para 84,62 dólares.

(Notícia actualizada com mais informação)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub