Bolsa Resultados positivos das cotadas levam a ganhos em Wall Street

Resultados positivos das cotadas levam a ganhos em Wall Street

As principais praças bolsistas dos Estados Unidos abriram a sessão em forte alta impulsionadas pela toada de resultados positivos conseguidos pelas cotadas norte-americanas.
Resultados positivos das cotadas levam a ganhos em Wall Street
Reuters
David Santiago 18 de Outubro de 2016 às 14:40

O índice industrial Dow Jones abriu a sessão desta terça-feira, 18 de Outubro, a subir 0,67% para 18.208,24 pontos, seguido pelo tecnológico Nasdaq Composite que começou o dia a somar 1% para 5.252,051 pontos.

 

Já o índice Standard & Poor’s 500 iniciou o dia a valorizar 0,8% para 2.143,16 pontos.

 

A contribuir para o sentimento positivo em Wall Street está a apresentação de resultados sólidos por parte das cotadas norte-americanas, bem como a crescente convicção dos investidores de que a maior economia mundial está suficientemente robusta para acolher um processo de subida gradual dos juros no país.

 

Já esta terça-feira foram divulgados novos dados sobre a inflação nos Estados Unidos, tendo os preços no consumidor crescido, em Setembro, ao ritmo mais elevado dos últimos cinco meses. Segundo o Departamento do Trabalho, o índice de preços no consumidor cresceu 0,3% em Setembro face ao mês anterior (+0,2%).

 

Já em termos homólogos em Setembro registou-se um aumento do índice de preços no consumidor de 1,5%, a maior subida homóloga desde Outubro de 2014, o que permite aproximar a taxa de inflação da meta definida pela Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed), em torno dos 2%.

 

Este novo dado deverá reforçar as probabilidades de um aumento das taxas de juro ainda em 2016, numa altura em que os investidores atribuem 67% de probabilidades de a Fed decretar uma subida dos custos do dinheiro no próximo mês de Dezembro.

A marcar este início de sessão estão, em particular, o Goldman Sachs que começou o dia a ganhar 2,06% para 172,48 dólares por acção, depois de ter fechado o terceiro trimestre com lucros de 2,09 mil milhões de dólares, o que representa um aumento de 47% face aos lucros de 1,43 mil milhões de dólares obtidos no mesmo período do ano passado.

Nota de destaque também para a Netflix que começou o dia a disparar 19,11% para 118,87 dólares, depois de ontem ter revelado que entre Julho e Setembro conseguiu conquistar 370 mil novos subscritores, uma prestação que superou as estimativas que apontavam para apenas 309 mil. Nesta altura o serviço Netflix detém mais de 86 milhões de subscritores.

(Notícia actualizada às 14:47)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub