Obrigações Risco de Espanha em mínimos de Abril de 2010 após subida de rating pela Fitch

Risco de Espanha em mínimos de Abril de 2010 após subida de rating pela Fitch

Os juros da dívida pública espanhola estão em queda no mercado secundário e o prémio de risco da dívida do reino está no valor mais baixo em mais de sete anos. Este comportamento tem lugar depois de a Fitch ter elevado em um nível o rating de Espanha.
Risco de Espanha em mínimos de Abril de 2010 após subida de rating pela Fitch
Ana Laranjeiro 22 de janeiro de 2018 às 11:20

Os juros da dívida de Espanha estão em queda no mercado secundário e o prémio de risco desceu para o nível mais baixo desde Abril de 2010. Um comportamento que tem lugar depois de na passada sexta-feira a agência de notação financeira Fitch ter elevado em um nível o rating da dívida do reino.

A dez anos os juros da dívida espanhola no mercado secundário descem 1,2 pontos base para 1,430%. Os juros da Alemanha no mesmo prazo estão a subir 1,6 pontos base para o 0,584%. O prémio de risco da dívida espanhola, medido pelo diferencial entre a dívida de Espanha e a dívida da Alemanha, atingiu já os 84,5 pontos, o que corresponde ao valor mais baixo desde Abril de 2010.

Na última sexta-feira, 19 de Janeiro, a agência de notação financeira Fitch elevou a classificação de Espanha de "BBB+" para "A-". Segundo a agência Bloomberg, a Espanha regressa, depois de mais de cinco anos, a um grau de investimento de "A" – dos mais elevados entre as principais agências de rating.

"A Espanha continua a beneficiar da redução dos desequilíbrios macroeconómicos, algo que está a ser suportado por uma recuperação económica forte e relativamente ampla", avançou a agência de notação financeira na passada semana em comunicado, citado pela Bloomberg.

Não são só os juros de Espanha que estão em queda. Os juros da dívida pública portuguesa a dez anos recuam 0,9 pontos base para 1,971%. E os de Itália no mesmo prazo cedem 0,3 pontos base para 1,960%.