Obrigações Risco do Novo Banco alivia após proposta aos credores
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Risco do Novo Banco alivia após proposta aos credores

O custo para comprar protecção sobre dívida do Novo Banco desceu após a proposta feita aos credores. Isto apesar de do lado do mercado se multiplicarem os alertas sobre as consequências de um eventual insucesso da operação.
Risco do Novo Banco alivia após proposta aos credores
David Martins/Correio da Manhã
Rui Barroso 27 de julho de 2017 às 00:01

A proposta feita pelo Novo Banco aos obrigacionistas provocou reacções contraditórias no mercado. Por um lado, o custo para comprar instrumentos que lucram com o incumprimento do Novo Banco desceu, o que indicia uma menor percepç)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Lusitano 27.07.2017

A proposta é muito interessante, para o Banco acima de tudo, mas também para a maioria dos detentores de obrigações que acabam por receber o valor de mercado das mesmas.

Acredito no sucesso dsa operação. Caso não aconteça, os obrigacionistas vão ser convertidos à força e o capital entra na mesma.

surpreso 26.07.2017

A hipótese de liquidar o banco é puro "bluff".Ninguém mataria um banco ,que tem talvez, 14 porcento do mercado

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub