Obrigações Santander Totta financia-se em 1.000 milhões através de obrigações hipotecárias

Santander Totta financia-se em 1.000 milhões através de obrigações hipotecárias

O banco emitiu obrigações hipotecárias com um prazo de dez anos no dia em que a S&P reviu o “rating” em alta.
Santander Totta financia-se em 1.000 milhões através de obrigações hipotecárias
Bruno Simão

O Santander Totta foi ao mercado para se financiar, aproveitando a boleia das subidas dos "ratings" feitos pela S&P, na sequência da retirada da notação soberana de nível "lixo". O banco liderado por António Vieira Monteira emitiu 1.000 milhões de euros em obrigações hipotecárias a dez anos, com uma taxa de cupão de 1,25%. Estes títulos de dívida são garantidos por carteiras de crédito hipotecário e também são incluídos no programa alargado de compras do BCE.

Segundo um comunicado divulgado pelo banco esta terça-feira, 19 de Setembro, a operação atraiu mais de 150 investidores europeus. O total da procura foi de 3.300 milhões de euros. De acordo com o Santander Totta é a primeira vez desde 2010 que um banco nacional emite este título de títulos com prazo a dez anos.

As obrigações hipotecárias têm sido uma opção de financiamento dos bancos portugueses. Em Maio, por exemplo, o BCP tinha feito também uma emissão de 1.000 milhões de euros de obrigações hipotecárias a cinco anos. O BPI e o Montepio também têm recorrido a operações de financiamento deste tipo.

A emissão do Santander Totta surge no dia em que a S&P subiu o "rating" do banco de BB+ para BBB-, com perspectiva estável. A decisão surge na sequência da melhoria de notação da República. Além disso, a agência referiu que a subida é justificada também pelo facto de ser uma "subsidiária estratégica" do Banco Santander, cuja venda é improvável e que conta com um apoio financeiro de longo prazo por parte da casa-mãe. Se não fosse a classificação de Portugal influenciar a notação do banco, diz a S&P, o Santander Totta seria elegível para grau BBB+.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado O BCP, a cinco anos, pagou menos de 1% 19.09.2017

http://www.jornaldenegocios.pt/mercados/obrigacoes/detalhe/bcp-emite-1000-milhoes-em-obrigacoes-hipotecarias

0,65% + 0,2246%

Não compara (nada) mal com o Santander.

Mas isto são empréstimos com garantia da carteira de crédito ds bancos, não são obrigações normais, têm de ser vistos nessa ótica.

comentários mais recentes
O BCP, a cinco anos, pagou menos de 1% 19.09.2017

http://www.jornaldenegocios.pt/mercados/obrigacoes/detalhe/bcp-emite-1000-milhoes-em-obrigacoes-hipotecarias

0,65% + 0,2246%

Não compara (nada) mal com o Santander.

Mas isto são empréstimos com garantia da carteira de crédito ds bancos, não são obrigações normais, têm de ser vistos nessa ótica.

surpreso 19.09.2017

1,25 ?Ponham aí os olhos.É UM BANCO ESPANHOL

BCP a 0.27 ou AMANHÃ ou DEPOIS 19.09.2017



o RATING do MILENIUM BCP vai subir na sexta feira assim como o seu PRICE TARGET que passará para 0.50

BCP 3 cães de volta do mesmo OSSO 19.09.2017






SANTANDER SONANGOL e FOSUN são apenas 3 dos várias EMPRESAS que andam a sobrevoar o BCP que continua ao preço da UVA MIJONA a qualquer altura poderá aconteçer o LANÇAMENTO de UMA OPA e lá vai o BCP para os ESTRANJEIROS

ver mais comentários
pub