Bolsa Semapa sobe mais de 1,5% e impulsiona Lisboa na abertura

Semapa sobe mais de 1,5% e impulsiona Lisboa na abertura

A bolsa de Lisboa arrancou a sessão em alta, numa manhã em que a Semapa valoriza 1,63%. Entre as restantes praças europeias, para já, o dia está a ser de ganhos.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 31 de janeiro de 2018 às 08:19

A bolsa de Lisboa arrancou a sessão desta quarta-feira, 31 de Janeiro, em alta, partilhando assim do sentimento das principais praças do Velho Continente. Isto num dia em que os investidores vão estar atentos à divulgação de vários dados económicos, como é o caso da inflação na Zona Euro.

Além disso, hoje termina o primeiro encontro de 2018 da Reserva Federal dos EUA. É também a última vez que Janet Yellen vai estar no comando do banco central. Dentro de três vai dar o lugar ao seu sucessor Jerome Powell. A expectativa do mercado é que a autoridade monetária deixe a taxa de fundos federais inalterada num intervalo entre 1,25% e 1,5%.

Em Lisboa, o PSI-20 sobe 0,06% para 5.695,91 pontos, com sete cotadas em alta, oito em queda e três inalteradas. Destaque para as acções da Semapa, que sobem 1,63% para 18,66 euros e impulsionam o principal índice da bolsa nacional. Ainda neste sector, a Navigator cresce 0,35% para 4,558 euros e a Altri cede 0,10% para 4,815 euros.

A contribuir para o sentimento positivo da bolsa nacional estão também as acções do BCP que sobem 0,15% para 32,5 cêntimos.

Na energia, a EDP cresce 0,35% para 2,85 euros e a REN ganha 0,24% para 2,54 euros. Já a EDP Renováveis arrancou inalterada nos 7,06 euros e a Galp cede 0,16% para 15,595 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão também em queda nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, desce 0,42% para 68,73 dólares por barril.

A Nos cresce 0,18% para 5,465 euros.

Entre os pesos-pesados do índice, nota para as acções da Jerónimo Martins, que cedem 0,35% para 17,32 euros. Já a concorrente Sonae desliza 0,31% para 1,287 euros.

Fora do PSI-20, nota para as acções do BPI, que recuam 3,56% para 1,302 euros. Os lucros do banco liderado por Pablo Forero afundaram para 10,2 milhões de euros no ano passado, contra 313,2 milhões de euros em 2016. Os custos e efeitos extraordinários da participação em Angola penalizaram o resultado do BPI, anunciou ontem o banco.




A sua opinião59
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado só vendo BCP a 49 centimos 31.01.2018

Bcp hoje irá encerrar bem positivo
depois de tomada de mais-valias nos ultimos dias
o Bcp irá continuar a trajectória de subida
Bpi um caso a parte em 2017 na banca
vejam os resultados do Santander em portugal em 2017
os resultados do Bcp também serão muito muito bons, que sairâo dia 14 de Fevereiro.

comentários mais recentes
Anónimo 31.01.2018

O profeta da desgraça, o JP ou RPG, vem botar faladura. Sempre a malhar no BCP, o BCP hoje fechava a 0,3175 e posteriormente a 0,31! É só ciência a deste crânio! E qual é o problema dele se o BCP fechar a 0,31? Mais depressa fecha posições! Melhor para ele!

RPG 31.01.2018

Quanto ao BCP, esqueçam se os resultados vão ser bons ou maus. Neste momento, só podem ser bons e superar expectativas, de outra forma, implode. Está tudo incorporado, não há mais espaço para valorização. Por cá, a industria vai ter o pior inicio dos últimos anos em atividade e resultados .

JP 31.01.2018

Sim, o BCP foi bom enquanto durou... não haja duvida. Agora só lhe resta descer... tudo conjugado para que isso aconteça... aliás já está a acontecer. Opiniões em contrário contra todas as evidências apenas os entalados de sempre...

RPG 31.01.2018

Como eu tenho vindo a avisar, a grande correção está próxima. "A combinação de mercados altamente valorizados com a baixa volatilidade vai dar grande bronca". Não há espaço para mais subidas, acabaram os estímulos, acabou o bull...Quanto ao BCP ..foi bom enquanto durou

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub