Bolsa "Shorts" atacam CTT e Gestmin reforça aposta
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

"Shorts" atacam CTT e Gestmin reforça aposta

As participações a descoberto atingiram um máximo histórico, com posições equivalentes a 7,5% do capital, após um reforço das apostas contrárias nos últimos dias.
"Shorts" atacam CTT e Gestmin reforça aposta
Patrícia Abreu 17 de janeiro de 2018 às 07:10

O momento de fraqueza dos CTT em bolsa continua a ser aproveitado pelos "hedge funds" para reforçarem apostas contrárias na empresa de correios. São seis os investidores com posições curtas nos CTT, representativas de )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Alerta de: “SALVE-SE QUEM PUDER” ? Há 3 dias

Calma, Calma que não é !
O reforço da posição dos Shorts deixou há muito de ser nos Mercados de Capitais um sinal profético e verosímil do futuro de uma ação.
Se vale o que se conhece sobre as estratégias dos Shorts mais sofisticados, tal sinal é apenas e tão só a concretização, num horizonte de curto-médio prazo, de estratégias de Momentum baseadas no aproveitamento de naturais períodos de fraqueza relativa (ao índice) da ação em questão.
Não se justificam portanto alarmes prematuros e uma corrida aos "salva-vidas",
o que no fundo só serve os interesses dos Shorts
(dos Shorts sofisticados e dos "casca grossa", que também os há em grande número)

comentários mais recentes
CTT tem de dar lucro Há 3 semanas

Esta empresa poderá ser o futuro para milhares de jovens portugueses com talento!
Os desafios que enfrenta estão na sua mão. O governo que não destrua a transformação em curso

Anónimo Há 3 semanas

Este tipo não sai. Vai ter de ser com ferros. Já destruiu a marca. Destruiu o valor. E agora vai destruir a vida dos trabalhadores. RUA Lamerda.

JCG Há 2 dias

Este tipo nos retratos aparece sempre com boquinha de cobra cospideira...

RE : Bela Há 3 dias

O interesse penso que é o de servir com coragem, objectividade e Liberdade bem educada, o Povo Português.
Esta é a opinião de alguém cuja única relação com o JN é de ser seu leitor há muitos anos.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub