Bolsa Só três em cada dez avaliações foram acertadas, diz relatório anual da CMVM

Só três em cada dez avaliações foram acertadas, diz relatório anual da CMVM

Há maior acerto dos analistas nas cotadas fora do índice de referência, refere o relatório anual da CMVM.
Só três em cada dez avaliações foram acertadas, diz relatório anual da CMVM
Bruno Simão/Negócios
Raquel Godinho 06 de julho de 2017 às 08:15
Os analistas definem um preço-alvo quando acompanham as empresas cotadas. Estimam qual será a cotação das acções no espaço de 12 meses. No ano passado, só três em cada dez avaliações foram atingidas ou superadas, revelou o Relatório Anual da Actividade de Supervisão da Análise Financeira publicado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta quinta-feira.

O regulador analisou 482 relatórios de investimento, emitidos entre Outubro de 2015 e Setembro de 2016, menos 21,8% do que no período homólogo. "Globalmente, cerca de três em cada dez projecções de preço-alvo foram atingidas ou superadas (uma percentagem ligeiramente inferior à verificada no ano transacto)", refere o relatório.

Além disso, foi também constatado que foi nas recomendações de "vender" e de "manter" que o preço-alvo foi mais atingido, nomeadamente nas recomendações de "vender" com horizonte temporal para o final de 2016. Pelo contrário, nas recomendações de "comprar", em 286 situações, apenas em 63  a avaliação foi atingida. "E naquelas cujo horizonte temporal era o final de 2016 somente em cerca de uma em cada dez o respectivo preço-alvo foi alcançado", frisa o relatório.

  A análise da CMVM demonstra ainda que os analistas registaram um menor grau de acerto nas empresas que fazem parte do índice de referência da bolsa nacional, o PSI-20. Neste caso, foram atingidos ou superados 30,6% dos preços-alvo, o que compara com a percentagem de 38,1% verificada nas demais empresas. Uma "situação transversal a todo o tipo de recomendações e que é fundamentalmente motivada pelo maior grau de precisão nas recomendações de ‘comprar’: 31,3% (cinco de 16 recomendações) nas empresas que não integram o PSI-20 e 21,5% (58 em 212 recomendações) nas que compõem o índice", realça o relatório.

Olhando para as cotadas, a Jerónimo Martins foi aquela onde se verificou o maior grau de acerto, em 68% das avaliações. Paralelamente, "a EDP e a REN foram as empresas com menor desvio médio entre o preço-alvo e o preço de mercado, contrariamente à Impresa e à Cofina, títulos para os quais os analistas denotaram menor capacidade preditiva", frisa.

Por banco de investimento, o Crédit Suisse foi o melhor sucedido, tendo acertado a avaliação em 50% das recomendações. Seguiram-se o Citigroup e o Société Générale, com percentagens de acerto de 47,4% e 46,7%, respectivamente.

A EDP e a REN foram as empresas com menor desvio médio entre o preço-alvo e o preço de mercado, contrariamente à Impresa e à Cofina. Relatório Anual da Actividade de Supervisão da Análise Financeira publicado pela CMVM



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
NirSup 06.07.2017

INCOMPETÊNCIA, INCOMPETÊNCIA, INCOMPETÊNCIA.
Pergunto-me, muitas vezes, quem foram os iluminados que colocaram algumas cabeças "douradas", cheias de cursos em universidades de prestígio, como analistas financeiros. Se lhes tivessem colocado umas orelhas de burro .....
Apostei na EDP e na REN e, recentemente, no BCP. Vendi, quando achei que devia vender. E NUNCA liguei nada a estes pataratas. Só ganhei com isso.

E a Maya? 06.07.2017

Acertou as suas previsões de astrologia? Os Carneiros encontraram a sua alma gémea? Os Sagitários fizeram bons negócios? E o Tulisses?

pub