Bolsa Sonae em máximos leva bolsa nacional aos ganhos

Sonae em máximos leva bolsa nacional aos ganhos

O PSI-20 acompanhou a tendência positiva das praças europeias, embora com ganhos mais limitados, numa sessão em que a Sonae se destacou pela positiva.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 04 de dezembro de 2017 às 16:46

O principal índice da bolsa portuguesa fechou a valorizar 0,24% para 5.363,56 pontos, com 10 cotadas em alta e oito em terreno negativo. Nas últimas cinco sessões, foi a quarta a fechar em alta.

 

As bolsas europeias subiram pela primeira em três sessões, com vários índices a ganharem mais de 1%. Os mercados accionistas beneficiam da aprovação da reforma fiscal nos Estados Unidos na sexta-feira, que torna mais provável a descida de impostos mais acentuada em 30 anos na maior economia do mundo.

 

Uma nova onda de fusões e aquisições (oficializadas e noticiadas) também contribui para a tendência optimista dos mercados, embora a queda do sector tecnológico esteja a limitar os ganhos dos índices norte-americanos (o Dow Jones e o S&P 500 já atingiram novos recordes).

 

A Sonae foi a cotada que mais impulsionou o PSI-20, com uma subida de 3,22% para 1,057 euros, tendo atingido um máximo desde Março de 2016 numa sessão em que não foram publicadas notícias relevantes sobre a companhia co-liderada por Paulo Azevedo.

A REN foi outro dos destaques pela positiva, com as acções da empresa liderada por Rodrigo Costa a valorizarem 1,45% para 2,526 euros nesta que foi a primeira sessão em que os direitos não negociaram em bolsa. Na sexta-feira os títulos já tinham beneficiado com a subida da recomendação atribuída pela Goldman Sachs, de "neutral" para "comprar". O período de subscrição do aumento de capital termina na quarta-feira.

 

Com o sector financeiro em alta devido à aprovação da reforma fiscal nos EUA, o Banco Comercial Português subiu 0,7% para 0,2599 euros. O BPI ganhou 2,32% para 1,147 euros.

 

O sector da pasta e papel também fechou com saldo positivo, numa sessão em que o dólar está a ganhar terreno face ao euro. A Altri valorizou 1,27% para 5,283 euros e a Navigator somou 0,74% para 4,201 euros.

 

A travar os ganhos do PSI-20 esteve a Galp Energia com uma queda de 0,16% para 15,985 euros e os CTT, que desvalorizaram 2,04% para 3,17 euros.

 

(notícia actualizada às 17:12 com mais informação)




A sua opinião18
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Que vergonha de comentário que um quadrúpede acéfalo invertebrado escreveu! Escreve Portugal com letra minúscula! Que pateta este que não sabe dizer outra coisa senão esquerda e direita e falar no Criador de Touros! Identifica-se como Azarucho (massa bruta) e dá resposta a ele mesmo! Ridículo!

RE-Azarucho Há 1 semana

eu Criador de Toiros, assumido de direita, acho que o meu chefe pedro passos coelho e a cristas estariam a fazer melhor trabalho aqui em portugal, com uns bons cortes
tenho pouco dor de cotevelo pelo bom trabalho da esquerda que está fazendo actualmente
podem pensar que eu sou um doente mental
mas com passos no governo e cristas como ministra neste momento estaria a chover

re: A azia do ressabiado bateu mesmo os máximos Há 1 semana

Cagão! Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha!

Re: A azia do ressabiado bateu mesmo os máximos Há 1 semana

Este ressabiado já nem com Kompensan lá vai. Anda ele nisto há quase um ano. E para quê? Para ver os outros a ganhar...

ver mais comentários
pub