Bolsa Sonae Indústria paga 0,79 cêntimos por acções que escaparem à fusão de acções

Sonae Indústria paga 0,79 cêntimos por acções que escaparem à fusão de acções

A fusão de 250 títulos da Sonae Indústria numa só acção acontece a 28 de Julho. As acções sobrantes serão pagas a 0,79 cêntimos, abaixo da cotação actual de 0,95 cêntimos.
Sonae Indústria paga 0,79 cêntimos por acções que escaparem à fusão de acções
Paulo Duarte
Diogo Cavaleiro 13 de julho de 2017 às 18:20

A Sonae Indústria vai pagar 0,79 cêntimos por cada acção que não for alvo do processo de fusão de acções que está agendado para 28 de Julho.

 

A empresa de aglomerados de madeira, cujo presidente da administração é Pedro Azevedo, vai promover uma fusão de acções. São agrupados 250 títulos para formar uma nova acção.

 

"O processo de reagrupamento das acções Sonae Indústria será efectuado de forma automática pelos respectivos intermediários financeiros, não sendo necessário que os senhores accionistas tomem qualquer iniciativa para o reagrupamento das acções de que sejam titulares", indica o comunicado divulgado hoje.

 

De qualquer forma, os accionistas da sociedade cuja gestão é liderada por Christopher Lawrie (na foto) podem reagrupar os seus títulos para formar conjuntos de 250. Caso haja acções sobrantes desses agrupamentos, a Sonae Indústria tem de pagar um preço pelas mesmas.

 

"A contrapartida a atribuir aos senhores accionistas, que corresponde ao preço médio ponderado das acções representativas do capital social da Sonae Indústria no mercado regulamentado Euronext Lisbon nos seis meses imediatamente anteriores à data do presente comunicado, é de € 0,0079 por cada acção que não tenha sido possível reagrupar", assinala o comunicado. A Sonae Indústria fechou hoje a valer 0,95 cêntimos. 

 

A Sonae Indústria ficará com essas acções sobrantes: já mandatou o BPI para adquirir esses títulos nos 30 dias após 31 de Julho. "O procedimento de aquisição das acções sobrantes não depende unicamente da Sonae Indústria, mas igualmente dos intermediários financeiros junto dos quais os senhores accionistas tenham registadas as suas acções sendo, expectativa da Sonae Indústria que os senhores accionistas recebam a contrapartida referida, quando aplicável, nas suas contas até ao dia 31 de agosto de 2017".

 

A operação inicia-se a 28 de Julho. As acções da Sonae Indústria (ISIN PTS3P0AM0017) continuarão como estão até essa data. Depois, são doadas 167 acções à empresa, que serão posteriormente extintas; proceder-a, em seguida, à fusão de 11.350.757.250 acções.

A 31 de Julho, começam a negociar as novas acções (45.403.029), resultantes das fusões de 250 títulos numa só (ISIN PTS3P0AM0025).






A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.07.2017

Que confusão de preços e de cotações. Muita falta de rigor confundir € 0,0079 com € 0.95.

pub