Bolsa Sondagens e resultados condicionam Wall Street

Sondagens e resultados condicionam Wall Street

As bolsas dos EUA iniciaram a sessão em queda, com a sondagem que dá conta da vitória, ainda que por uma distância pequena, de Donald Trump e deixar os investidores nervosos.
Sondagens e resultados condicionam Wall Street
Reuters
Sara Antunes 02 de Novembro de 2016 às 13:39
O Dow Jones desce 0,26% para 17.989,64 pontos, o Nasdaq recua 0,16% para 5.145,172 pontos e o S&P500 cede 0,1% para 2.101,50 pontos.
 
A condicionar a negociação bolsista dos EUA estão essencialmente dois factores: os resultados de cotadas, que estão a atenuar as quedas, e uma última sondagem que dá a vitória a Donald Trump na corrida à Casa Branca, que já ontem pressionou as bolsas.
 
O candidato republicano, Donald Trump, tem uma vantagem de um ponto percentual sobre a candidata democrata, Hillary Clinton, numa sondagem divulgada na terça-feira pelo jornal The Washington Post e pela televisão ABC.

A Time Warner, que está a ser alvo de uma oferta de compra por parte da AT&T, revelou esta quarta-feira que os resultados, excluindo itens extraordinários, aumentaram para 1,83 dólares por acção. Este valor supera os 1,37 dólares estimados pela média dos analistas consultados pela Bloomberg. A empresa reviu ainda em alta as estimativas para o acumulado do ano. A empresa prevê que os resultados ajustados de operações continuadas se situem entre 5,45 dólares e 5,55 dólares por acção. Os analistas tinham estimativas de 5,42 dólares.

 

As acções da Time Warner estão a subir 0,10% para 88,34 dólares, um valor ainda abaixo da contrapartida de 107,50 dólares oferecida pela AT&T.

 

Destaque ainda para a Broadcom - fabricante de chips para semicondutores - que acordou comprar a Brocade Communications por 12,75 dólares por acção, o que avalia em 5,5 mil milhões de dólares, mais 400 milhões de dólares em dívida. Esta contrapartida representa um prémio de 47% face ao preço de fecho da Brocade na sessão de sexta-feira. As acções da Broadcom sobem 3,04% para 173,93 dólares e a Brocade avança 8,90% para 12,24 dólares.


(Notícia actualizada com mais informação)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub