Bolsa S&P 500: e já vão 26 recordes este ano

S&P 500: e já vão 26 recordes este ano

As bolsas norte-americanas entraram hoje em terreno nunca antes explorado, com o Nasdaq e o Standard & Poor’s 500 a atingirem novos máximos históricos. A animar a negociação está a generalidade de bons resultados trimestrais que têm vindo a ser divulgados.
S&P 500: e já vão 26 recordes este ano
Bloomberg
Carla Pedro 19 de julho de 2017 às 21:29

26 vezes. O Standard & Poor’s 500 estabeleceu esta quarta-feira, pela 26.ª vez este ano, um novo máximo de sempre, ao tocar nos 2.473,35 pontos, com um ganho de 0,54%.

 

O Nasdaq Composite acompanhou a tendência, depois de já ontem ter marcado um recorde de todos os tempos. O índice tecnológico fechou a somar 0,64% para 6.385,04 pontos e a meio da sessão atingiu o auge nos 6.387,73 pontos.

 

Já o Dow Jones, apesar de não ter batido hoje o seu actual máximo histórico – atingido na sessão de 14 de Julho, nos 21.681,53 pontos, também fechou em alta, ao valorizar 0,31% para se fixar nos 21.640,75 pontos.

Os ganhos do Nasdaq e do S&P 500 ficaram a dever-se sobretudo às tecnologias e a uma escalada de mais de 20% da Vertex Pharmaceuticals.

A ajudar aos recordes destes dois índices estiveram também as acções ligadas à energia – numa jornada em que os preços do petróleo subiram mais de 1,50% em Londres e Nova Iorque - e às matérias-primas em geral.

Já os ganhos do Dow Jones foram contidos pelo mau desempenho dos títulos da IBM, depois de a tecnológica ter reportado ontem, após o fecho da negociação em Wall Street, resultados que decepcionaram o mercado. As suas vendas, além de ficarem aquém do esperado pelos analistas, marcaram a 21.ª queda trimestral.

Os bons resultados do segundo trimestre que têm vindo a ser divulgados, de uma maneira geral, estão a ajudar a animar os investidores. De facto, o mercado está muito expectante quanto a esta época de resultados trimestrais, sendo que amanhã serão divulgadas as contas da Visa e da Microsoft.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub