Obrigações Subscrição de títulos do Benfica termina amanhã

Subscrição de títulos do Benfica termina amanhã

O prazo para subscrever títulos de dívida da SAD benfiquista, com uma taxa de juro de 4%, termina esta quinta-feira. Os resultados da operação são conhecidos no dia seguinte.
Subscrição de títulos do Benfica termina amanhã
João Miguel Rodrigues/Correio de Manhã
Patrícia Abreu 19 de abril de 2017 às 07:00
O período de subscrição das obrigações da SAD benfiquista termina esta quinta-feira. Os investidores que pretendam subscrever estes títulos têm até amanhã à tarde para dar ordens, numa operação onde o clube da Luz pretende levantar até 60 milhões de euros.

A SAD do Benfica tem a decorrer até esta quinta-feira, 20 de Abril, uma emissão de obrigações com maturidade em 2020 e uma taxa de juro anual bruta de 4%, a mais baixa de sempre. Apesar do juro oferecido ser inferior ao das emissões anteriores, a procura deverá ser elevada, dado que o clube das Águias decidiu aumentar em 20% o valor da operação, de 50 para 60 milhões de euros.

À semelhança do que tem acontecido com outras entidades, o Benfica tem tentado aproveitar o interesse dos investidores por este tipo de títulos, como alternativa aos baixos juros oferecidos pelos depósitos a prazo, para apostar na colocação de dívida. "É uma fonte de financiamento interessante para o Benfica, quer para os detentores de obrigações. É uma oportunidade para fazermos uma redução da nossa exposição à banca portuguesa e diminuir a nossa dívida", afirmou recentemente Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD.

Este será o terceiro empréstimo obrigacionista e vai permitir à SAD do Benfica reduzir a sua dívida bancária para cerca de 150 milhões de euros. Apesar da aposta nestas operações no mercado de capitais para reduzir a dependência da banca, o administrador da SAD admitiu, em entrevista ao Negócios, que o clube não deverá anunciar outra operação semelhante.

"Em termos de estratégia deveríamos ter um empréstimo obrigacionista todos os anos e portanto um reembolso de três em três anos relacionado com esse empréstimo. Não vejo necessidade de avançarmos para mais, até porque isto estabiliza muito o nosso serviço da dívida." Os resultados da procura na operação apenas serão conhecidos no final da semana, no dia 21 de Abril, numa sessão especial de apuramento de resultados a decorrer na Euronext Lisbon.

A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
anti ESCUMALHA Há 1 semana

Ó Patrícia não vale a pena promover mais esta mentira, porque ninguém quer comprar títulos dos corruptos !!!

JoaoTVale Há 1 semana

Já tivemos os lesados do BES, a seguir vieram os do Banif e dentro de 2 a 3 anos vamos ter os lesados do SLB.

pub