Taxas de juro Taxas máximas com novas descidas nos cartões de crédito

Taxas máximas com novas descidas nos cartões de crédito

O Banco de Portugal divulgou as taxas máximas que as entidades financeiras podem cobrar no primeiro trimestre do próximo ano. O limite é de 17% para os cartões de crédito.
Taxas máximas com novas descidas nos cartões de crédito
Reuters
Rui Barroso 09 de Dezembro de 2016 às 13:58

As taxas máximas que podem ser aplicadas aos cartões de crédito serão mais baixas no primeiro trimestre de 2017 que nos últimos três meses de 2016, segundo informações divulgadas esta sexta-feira, 9 de Dezembro, pelo Banco de Portugal.

Para o início do próximo ano, a taxa anual de encargos efectiva global (TAEG) máxima aplicável a cartões de crédito, linhas de crédito, contas correntes bancárias e facilidades de descoberto será de 17%, o que compara com o limite de 17,3% no quarto trimestre deste ano. É a terceira descida trimestral consecutiva da taxa máxima aplicável neste tipo de crédito. E constitui o limite mais baixo desde que o Banco de Portugal começou a fixar estes limites no início de 2010.

No entanto, no crédito pessoal sem finalidade específica as taxas máximas foram revistas em alta, de 14,2% para 14,3%. Já o juro máximo a aplicar nos créditos pessoais para a educação, saúde, energias renováveis e locação financeira de equipamentos baixa de 5,6% para 5,5%.

As taxas máximas colocadas pelo Banco de Portugal correspondem às TAEG médias praticadas pelas instituições de crédito no trimestre anterior, acrescidas de um quarto. Além dos juros a TAEG inclui as comissões, despesas, impostos e encargos com seguros exigidos na contratação do crédito. 





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub