Obrigações Tesouro regressa ao mercado de dívida de curto prazo na próxima semana

Tesouro regressa ao mercado de dívida de curto prazo na próxima semana

A agência que gere o crédito público anunciou um leilão de Bilhetes do Tesouro a três e a 11 meses para a próxima quarta-feira. Montante indicativo é de entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros.
Tesouro regressa ao mercado de dívida de curto prazo na próxima semana
Pedro Elias
Rui Barroso 16 de junho de 2017 às 16:44

Após a emissão de Obrigações do Tesouro a cinco e a dez anos da passada quarta-feira, o Estado regressa aos mercados na próxima semana. Desta vez para fazer uma operação de financiamento de prazos curtos. A agência que gere o crédito público confirmou esta sexta-feira, 16 de Junho, a realização de um duplo leilão a três e a 11 meses, que estava já prevista nas linhas de actuação para o financiamento no segundo trimestre.

 

O Tesouro conta obter entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros através de Bilhetes do Tesouro com maturidade em Setembro deste ano e Maio de 2018. No mercado secundário, que serve como um barómetro sobre as taxas da operação, estas duas linhas negoceiam com juros negativos, de -0,344% e -0,27%, respectivamente.

 

Apesar da emissão recorrente de BT, o impacto líquido destes instrumentos no financiamento do Estado deverá ser praticamente nulo, segundo as previsões do IGCP. A principal fonte de financiamento são os títulos de dívida de médio e longo prazo. Além dos prazos menores, os BT têm também uma menor percepção de risco por parte dos investidores já que no passado, como no caso da Grécia, não foram incluídos em reestruturações de dívida. 




pub