Mercados Três funcionários de bancos britânicos detidos em caso de "insider-trading"

Três funcionários de bancos britânicos detidos em caso de "insider-trading"

O caso poderá estar relacionado com uma investigação que resultou da divulgação do caso Panama Papers.
Três funcionários de bancos britânicos detidos em caso de "insider-trading"
Reuters
Negócios 11 de Novembro de 2016 às 16:18

Três empregados de grandes bancos britânicos foram detidos devido a um caso de "insider-trading" que, de acordo com a Bloomberg, poderá ser o maior de sempre no Reino Unido.

 

A investigação relacionada com este caso está a ser conduzida pela Financial Conduct Authority (FCA), em cooperação com a National Crime Agency (NCA). A identidade dos três detidos e dos bancos onde trabalham não foi revelada, sendo que segundo a agência de notícias poderão, em breve, ser detidas mais pessoas relacionadas com este caso.

 

Na semana passada o Governo britânico anunciou que estava a ser conduzida uma investigação a um caso de "insider trading", que teve origem no caso dos Panama Papers.

 

O maior caso de "insider-trading" no Reino Unido, conhecido por "Operação Tabernula", foi concluído há seis meses. Resultado na condenação de duas pessoas, sendo que um ex-empregado do Deutsche Bank foi sentenciado a uma pena de prisão de quatro anos e meio.

  




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub