Bolsa Trump arrasta sector farmacêutico para perdas

Trump arrasta sector farmacêutico para perdas

O presidente eleito afirmou que as farmacêuticas estão a "escapar impunes" nas práticas de preços de medicamentos elevados. Estas declarações estão a provocar a queda das acções do sector em Wall Street.
Trump arrasta sector farmacêutico para perdas
Bloomberg
Sara Antunes 11 de janeiro de 2017 às 19:38

"Vamos poupar milhares de milhões de dólares durante um período e vamos fazer isso com uma série de indústrias", afirmou Donald Trump durante a conferência de imprensa que deu esta quarta-feira, 11 de Janeiro. "Temos de fazer com que a indústria farmacêutica regresse," defendeu perante os jornalistas.

Segundo Trump - que toma posse dentro de nove dias como 45.º presidente dos EUA - este sector "fornece medicamentos" que são fabricados maioritariamente fora dos EUA. As farmacêuticas estão ainda a "escapar impunes" à cobrança de preços elevados, acrescentou.

 

O presidente eleito dos EUA não especificou a forma como vai reduzir os custos dos medicamentos, realçando apenas que a indústria farmacêutica tem muitos lobistas.

 

As declarações foram suficientes para pressionar as acções das empresas ligadas à indústria farmacêutica que transaccionam em Wall Street. O índice Nasdaq Biotech está a descer mais de 3%, numa altura em que cotadas como a Cempra, Achillion e a Endo estão a descer mais de 8%, enquanto a Novocure estão a recuar mais de 9%. Já a Pfizer está a cair mais de 2% e a Johnson & Johnson está a ceder mais de 1%.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Filipe 11.01.2017

Inteiramente de acordo com a Laurentina. O problema é mesmo esse, qualquer coisa que saia "dali", EUA, afeta-nos a nós. Foi assim com a crise 2008 e a chulagem dos Bancos especulativos( Lehman Brothers, Goldman Sachs, etc). Seria bom dizer que quem votou neste louco (Trump) que se aguente mas...

Laurentina Pires 11.01.2017

Só tenho pena,que quando a América treme nós pequenos também trememos. Pois senão eu diria eles que se entendam,votaram aguentem.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub