Mercados Turquia sinaliza subida dos juros. Lira alivia perdas

Turquia sinaliza subida dos juros. Lira alivia perdas

O banco central da Turquia pode vir a subir os juros na próxima reunião de política monetária, daqui a apenas dez dias. O sinal dado pelos responsáveis da autoridade monetária levaram a lira a moderar as perdas, que já superaram os 2%.
Turquia sinaliza subida dos juros. Lira alivia perdas
AFP
Rita Atalaia 03 de setembro de 2018 às 13:12

O banco central da Turquia sinalizou uma subida das taxas de juro na próxima reunião de política monetária, daqui a apenas dez dias. A possibilidade de os responsáveis turcos virem a adoptar esta medida levou a lira a moderar as perdas contra o dólar, depois de a moeda ter caído mais de 2% durante a sessão.

 

A lira está a recuar 1% face ao dólar em reacção a um cenário de subida dos juros na Turquia. Mas a moeda local já chegou a cair 2,64% durante a sessão desta segunda-feira, 3 de Setembro.

 

"A posição relativamente à política monetária será ajustada na reunião de Setembro. Isto perante os mais recentes desenvolvimentos", afirmou o banco central da Turquia num comunicado citado pela Bloomberg, referindo-se à deterioração da estimativa para a inflação.

 

A inflação homóloga acelerou para 17,9% em Agosto, em comparação com 15,9% no mês anterior e acima da previsão média dos analistas consultados pela Bloomberg, de 17,6%.

 

Ao sinalizar uma subida das taxas de juro já na reunião de 13 de Setembro, o banco central criou a expectativa de que o aumento será suficientemente expressivo para limitar a subida dos preços, de acordo com Piotr Matys, estratega cambial do Rabobank, em Londres.

 

As medidas do banco central da Turquia

 

Além de sinalizar este aumento das taxas no próximo encontro entre os responsáveis de política monetária, o banco central da Turquia tem vindo a adoptar várias medidas para travar este sentimento negativo nos mercados.

 

No final de Agosto, a autoridade monetária anunciou alterações nas regras aplicadas ao financiamento interbancário que, na prática, reduziram a liquidez terminando com o financiamento irrestrito que estava no terreno desde o dia 13 de Agosto. 

Recorde-se que o banco central da Turquia surpreendeu o mercado ao anunciar a manutenção dos juros em 17,75% em Julho, depois da subida de 125 pontos base fixada no mês anterior, para tentar travar o aumento dos preços e a queda da moeda. As projecções apontavam, contudo, para uma nova subida na ordem dos 100-125 pontos depois de a inflação ter disparado para o nível mais alto dos últimos 14 anos.

A lira cai mais de 42% desde o início do ano e é uma das moedas dos países emergentes com pior desempenho em 2018. Perdas que foram recentemente acentuadas depois de a agência Moody’s ter decidido cortar o rating de 18 bancos da Turquia. 




pub