Bolsa Wall Street abre ano em alta com dólar em queda e petróleo em máximos

Wall Street abre ano em alta com dólar em queda e petróleo em máximos

As principais praças dos Estados Unidos iniciaram a primeira sessão de 2018 a transaccionar em alta num dia em que o petróleo negoceia em máximos de quase dois anos e meio e em que o dólar desvaloriza face às principais divisas mundiais.
Wall Street abre ano em alta com dólar em queda e petróleo em máximos
Reuters
David Santiago 02 de janeiro de 2018 às 14:35

O índice Dow Jones abriu a sessão desta terça-feira, 2 de Janeiro, a primeira de 2018, a ganhar 0,46% para 24.831,79 pontos, seguido pelo Nasdaq Composite a subir 0,48% para 6.936,73 pontos. Também o Standard & Poor's 500 começou a sessão a avançar 0,44% para 2.685,35 pontos. 

 

A contribuir para os ganhos em Wall Street está a desvalorização do dólar contra as principais moedas mundiais, com a divisa americana em mínimos de Setembro, assim como a subida do preço do petróleo nos mercados internacionais.

 

Esta manhã, tanto o Brent, que é negociado em Londres, como o West Texas Intermediate (WTI), transaccionado em Nova Iorque, já tocaram em máximos de quase dois anos e meio. Também a apoiar as subidas em Wall Street está a valorização dos preços das "commodities".

 

Assim, 2018 começa em alta depois de 2017 ter sido o melhor ano em Wall Street desde 2013, desempenho que ficou em grande medida a dever-se ao crescimento da maior economia mundial, aos resultados robustos das principais cotadas americanas e ainda à expectativa do entretanto promulgado plano fiscal de Donald Trump.

 

O ano passado ficou ainda marcado por três subidas dos juros decretadas pela Reserva Federal dos Estados Unidos, que assim prosseguiu o trilho de normalização da política monetária iniciado com o aumento do custo do dinheiro decidido no final de 2016.

Ao longo desta semana, os investidores estarão atentos à divulgação dos mais recentes dados relacionados com a evolução dos salários em Dezembro e aos indicadores sobre a produção industrial e serviços.

E já esta quarta-feira serão divulgadas as actas relativas à reunião de Dezembro da Reserva Federal, encontro em que a Fed decidiu voltar a subir os juros.

Entre as cotadas americanas, neste início de dia um dos destaques é a Netflix que soma 2,58% para 196,90 dólares, depois de a Macquire ter elevado a recomendação atribuída aos títulos da plataforma de conteúdos online de "neutral" para "outperform".


(Notícia actualizada às 14:38)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub