Bolsa Wall Street arranca semana em alta com recuperação do petróleo

Wall Street arranca semana em alta com recuperação do petróleo

As bolsas dos Estados Unidos estão a negociar em alta esta segunda-feira, impulsionadas pela subida dos preços do petróleo nos mercados internacionais.
Wall Street arranca semana em alta com recuperação do petróleo
reuters
Rita Faria 26 de junho de 2017 às 14:39

Os principais índices norte-americanos iniciaram a semana em alta, prolongando o optimismo da sessão europeia, com a ajuda da subida do petróleo.

 

O índice industrial Dow Jones valoriza 0,31% para 21.460,87 pontos, após quatro sessões consecutivas de quedas enquanto o tecnológico Nasdaq sobe 0,59% para 6.302,32 pontos, na quarta sessão consecutiva de ganhos. Já o S&P500 soma 0,34% para 2.446,49 pontos.

 

Depois de ter caído para mínimos de sete meses na semana passada, o crude negociado em Nova Iorque está a subir esta segunda-feira pela terceira sessão consecutiva, embora persistam os receios em torno do excesso de oferta, com a subida da produção dos Estados Unidos e poucas evidências de uma queda generalizada dos inventários globais.

 

A recente queda dos preços do petróleo aumentou, por outro lado, as preocupações com a baixa inflação nos Estados Unidos, que continua persistentemente abaixo da meta de 2% da Reserva Federa norte-americana.  

 

O banco central aumentou os juros este mês pela segunda vez este ano, e a expectativa era que anunciasse outra subida até ao final do ano. Nesta altura, o mercado aponta para uma probabilidade de apenas 50% de isso vir a acontecer até Dezembro.

 

Sobre o tema, poderão surgir novas pistas na terça-feira, dia em que a presidente da Fed Janet Yellen vai discursar em Londres, depois de terem sido dados sinais contraditórios por parte de vários membros da Fed nos últimos dias.

 

Esta segunda-feira, antes da abertura do mercado, foi revelado pelo Departamento do Comércio que as encomendas de bens duradouros caíram 1,1% em Maio, quando as estimativas apontavam para uma quebra de apenas 0,6%. Já as encomendas de bens de capital não militares diminuíram 0,2%, contrariando as projecções que antecipavam uma subida de 0,4%.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
NEM HOJE DEIXARAM O BCP SUBIR 3 % 26.06.2017

ARRE que é DEMAIS é que nem hoje que o EXMO SENHOR DR ULISSES PEREIRA DISSE que está a começar em portugal o MAIOR CRESÇIMENTO DESTE SÉCULO na ECONOMIA e que a bolsa vai ficar ligada em corrente TRIFASICA NEM assim deixam o desgraçado SUBIR

pub