Bolsa Wall Street continua em máximos agora também apoiada pelo petróleo

Wall Street continua em máximos agora também apoiada pelo petróleo

Depois dos máximos de sempre alcançados na última sessão, em especial graças às valorizações conseguidas pelas tecnológicas, agora é a subida do preço do petróleo a apoiar a subida das principais praças americanas, com o Nasdaq a registar já um novo recorde.
Wall Street continua em máximos agora também apoiada pelo petróleo
Reuters
Negócios 22 de novembro de 2017 às 14:35

Wall Street continua a negociar em terreno nunca alcançado ou muito perto disso, isto depois de ontem os principais índice bolsistas americanos terem registado novos recordes. Esta quarta-feira, 22 de Novembro, o índice Dow Jones começou a sessão a crescer 0,02% para 23.596,30 pontos, seguido pelo Standard & Poor’s 500 a avançar 0,04% para 2.600,00 pontos.

 

Já o Nasdaq Composite iniciou o dia a ganhar 0,11% para 6.869,750 pontos, tendo logo de seguida tocado nos 6.870,308 pontos, valor que representa um novo máximo histórico para o índice tecnológico.  

 

Se ontem foram as principais cotadas do sector tecnológico a contribuir para o renovar de máximos em Wall Street, hoje é a forte subida do preço do petróleo que contribui para o optimismo nas principais praças dos EUA. 

Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) sobe 1,78% para 57,84 dólares, numa sessão em que o crude transaccionado nesta cidade tocou nos 58 dólares por barril pela primeira vez desde Julho de 2015. Esta valorização está a apoiar a subida das principais petrolíferas americanas. É o caso da Exxon que soma 0,36% para 81,17 dólares e da Chevron que ganha 0,27% para 115,45 dólares.

 

Os investidores estarão hoje atentos à divulgação das actas da Reserva Federal relativas à reunião do banco central realizada em Outubro.

 

Entre as cotadas em queda, o destaque pela negativa vai para a Hewlett Packard, que recua 5,05% para 21,32 dólares depois de Meg Whitman ter hoje anunciado que em Fevereiro vai abandonar o cargo de CEO da tecnológica. 


(Notícia actualizada às 14:42)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub