Bolsa Wall Street em alta à espera das minutas da Fed

Wall Street em alta à espera das minutas da Fed

A Reserva Federal norte-americana divulga esta tarde as minutas relativas à reunião de política monetária que decorreu nos dias 13 e 14 de Junho. As principais praças americanas, depois da pausa de ontem, voltam a negociar no verde
Wall Street em alta à espera das minutas da Fed
Reuters
Ana Laranjeiro 05 de julho de 2017 às 14:37

Depois da pausa registada ontem, por ser feriado no país, as bolsas norte-americanas voltam esta quarta-feira, 5 de Julho, à negociação. E em alta. O Dow Jones arrancou a sessão a subir 0,01% para 21.482,45 pontos, o Nasdaq cresce 0,12% para 6.117,285 pontos e o S&P500 soma 0,10% para 2.431,41 pontos.

O comportamento das principais bolsas norte-americanas tem lugar numa altura em que os investidores aguardam que a Reserva Federal norte-americana divulgue as actas relativas à reunião de política monetária que decorreu nos dias 13 e 14 de Junho.

"O mercado vai prestar especial atenção para ver se as minutas sugerem que a queda recente da inflação é ‘transitória’, e se a subida dos juros vai continuar nas cartas, a menos que a economia norte-americana desacelere", disse à Reuters Lukman Otunuga, analista da FXTN Research.

Além disso, refere a agência, os investidores estão atentos à cotação do petróleo, depois de a produção da matéria-prima entre a OPEP ter subido em Junho para o valor mais elevado do ano. O West Texas Intermediate, negociado em Nova Iorque, desce 1,02% para 46,59 dólares por barril. E o Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e que serve de referência para as importações nacionais, desce 0,69% para 49,27 dólares.

Cerca de 15 minutos após o arranque da sessão, os títulos do Facebook subiam 0,45% para 149,10 dólares, a Apple cresce 0,36% para 144,02 dolares e a Alphabet (dona da Google) aprecia 0,66% para 925,57 dólares.

Na banca, o Goldman Sachs avança 0,33% para 228,02 dólares, o JPMorgan Chase cresce 0,24% para 92,97 dólares e o Bank of America valoriza 0,69% para 24,85 dólares.



(Notícia actualizada pela última vez às 14:51)