Bolsa Wall Street em alta após duas semanas de perdas

Wall Street em alta após duas semanas de perdas

As principais praças dos Estados Unidos começaram a semana a transaccionar em terreno positivo depois de duas semanas seguidas em queda. O que acontece apesar da divulgação de dados económicos menos positivos e da instabilidade geopolítica.
Wall Street em alta após duas semanas de perdas
David Santiago 17 de abril de 2017 às 14:38

O índice industrial Dow Jones abriu a sessão desta segunda-feira, 17 de Abril, a ganhar 0,25% para 20.505,27 pontos, seguido pelo tecnológico Nasdaq Composite a crescer 0,29% para 5.821,859 pontos. Também o Standard & Poor’s 500 começou o dia a subir 0,21% para 2.333,85 pontos.

É o regresso à negociação bolsista em Wall Street depois do feriado nacional festejado na passada sexta-feira nos Estados Unidos, isto num dia em que as praças europeias não transaccionam. Depois de duas semanas em que os principais índices bolsistas norte-americanos acumularam perdas, Wall Street começa assim a semana a negociar em terreno positivo.

 

O que acontece depois de, na sexta-feira passada, os dados divulgados pelo Departamento do Comércio terem mostrado que as vendas a retalho nos Estados Unidos caíram, em Março, pelo segundo mês consecutivo, enquanto os preços no consumidor recuaram no mês passado pela primeira vez em mais de um ano.

 

Os diversos focos de instabilidade geopolítica continuam a condicionar o apetite dos investidores numa altura em que um índice que mede o grau de volatilidade nos mercados cresceu para o nível mais elevado desde Novembro do ano passado, mês em que se realizaram as presidenciais norte-americanas.

 

Este domingo a Coreia do Norte promoveu mais um ensaio com um míssil balístico, teste que fracassou. Em resposta, a Casa Branca reiterou avisos ao regime norte-coreano e adiantou que está a trabalhar, em conjunto com países aliados e com as autoridades chinesas, no sentido de preparar um leque de opções de potenciais respostas às acções provocatórias de Pyongyang.

O avolumar da instabilidade geopolítica contribuiu para a valorização do preço do ouro, que subiu para máximos de cinco meses com os investidores a procurarem activos de refúgio.

 

Os investidores norte-americanos estão também atentos à apresentação de resultados relativos aos primeiros três meses deste ano que continuarão a ser divulgados ao longo desta semana, havendo a expectativa de que sejam reportados números robustos.

 

Ainda esta segunda-feira a Netflix e a United Continental vão divulgar resultados, havendo grande expectativa em relação à operadora aérea depois da polémica expulsão de um passageiro titular de bilhete válido mas que foi retirado de um avião da companhia devido a "overbooking" (sobre-reserva).

 

A primeira começou a semana a somar 1,60% para 145,21 dólares e a operadora aérea a avançar 0,74% para 69,58 dólares.

 

A apoiar o início de sessão está a Alere, ao disparar 16,36% para 49,23 dólares depois de a Abbott ter acordado, na passada sexta-feira, comprar aquela cotada num negócio avaliado em cerca de 5,3 mil milhões de dólares.

 
(Notícia actualizada às 14:53)


A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 17.04.2017

O processo de substituição de factor produtivo trabalho por factor produtivo capital voltou e em força aos centros nevrálgicos da criação de valor e do progresso civilizacional, tal como era esperado.

comentários mais recentes
Anónimo 17.04.2017

O BCP quintuplicará no dia em que o Monte dei Paschi di Siena, o Montepio ou, pelo menos, o Lehman Brothers, lhe lançarem uma OPA.

O BCP vai quintuplicar 17.04.2017

APENAS em 3 meses o MILENIUM IRÁ quintuplicar é a MELHOR APOSTA em toda a europa no dia 21 a DDBRS vai subir o RATING de portugal e do BCP

Anónimo 17.04.2017

Inteligência Artificial, robótica, lítio e meios de transporte autónomos. Simples, rápido e certeiro. Sem medos. Claro, que isto não são investimentos que se possam fazer comprando acções de empresas cotadas na bolsa de valores de Lisboa. Óbvio. Nem podia, com as regras laborais marxistas em vigor e o ataque cego e enraivecido ao mercado de capitais por parte da esquerda que tomou o poder de assalto naquela cidade.

Anónimo 17.04.2017

O processo de substituição de factor produtivo trabalho por factor produtivo capital voltou e em força aos centros nevrálgicos da criação de valor e do progresso civilizacional, tal como era esperado.

pub
pub
pub
pub