Bolsa Wall Street em alta ligeira pela primeira vez em três sessões

Wall Street em alta ligeira pela primeira vez em três sessões

As bolsas dos Estados Unidos registam subidas muito ligeiras no início da sessão, depois de dois dias de perdas. A Apple continua em terreno negativo.
Wall Street em alta ligeira pela primeira vez em três sessões
Jeff Christensen/Reuters
Rita Faria 27 de dezembro de 2017 às 14:40

Os principais índices norte-americanos abriram em alta ligeira esta quarta-feira, 27 de Dezembro, depois de duas sessões consecutivas de perdas, marcadas por baixa liquidez.

 

Nesta altura, o tecnológico Nasdaq sobe 0,06% para 6.940,67 pontos, enquanto o industrial Dow Jones ganha 0,03% para 24.755,39 pontos. Já o S&P500 soma 0,07% para 2.682,29 pontos.

 

Os preços do cobre atingiram o valor mais alto em três anos e meio, depois da subida das importações da China em Novembro, enquanto o petróleo está em queda, a aliviar da valorização superior a 2,5% registada na sessão de ontem, motivada pela explosão de um oleoduto na Líbia.

 

"As pessoas estão a usar os preços do cobre e do petróleo como um precursor para indicar que a economia dos EUA está a fortalecer-se", afirma Robert Pavlik, estrategista-chefe de investimentos da SlateStone Wealth, citado pela Reuters.

 

Na sessão de ontem, as bolsas dos Estados Unidos fecharam em baixa ligeira, num dia em que as acções da Apple estiveram sob pressão, penalizadas pela revisão em baixa das estimativas para as encomendas do iPhone X por parte de vários analistas.

 

Depois de terem cedido 2,54% na terça-feira, os títulos da empresa da maçã continuam em terreno negativo, com uma desvalorização de 0,22% para 170,19 dólares.

 

Já a Tesla cai 0,62% para 315,32 dólares, depois de KeyBanc ter cortado as estimativas para as entregas do Model 3 para cerca de 5 mil unidades, o que compara com as 15 mil do quarto trimestre. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar