Bolsa Wall Street fecha ano em terreno negativo

Wall Street fecha ano em terreno negativo

Os principais índices bolsistas norte-americanos fecharam em baixa a última sessão de 2017, penalizados sobretudo pelas perdas do sector financeiro e das tecnologias.
Wall Street fecha ano em terreno negativo
Reuters
Carla Pedro 29 de dezembro de 2017 às 21:14

O Dow Jones encerrou a ceder 0,48% para se fixar nos 24.719,22 pontos e o Standard & Poor’s 500 recuou 0,52% para 2.673,61 pontos. Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite desvalorizou 0,67% para 6.903,39 pontos.

 

Este ano, as bolsas do outro lado do Atlântico registaram o melhor desempenho desde 2013 – com os três grandes índices a somarem mais de 20% no acumulado desde Janeiro –, tendo sido sustentadas pela melhoria da economia mundial e por sólidos resultados empresariais.

 

No entanto, na última sessão de 2017 a nota foi baixista. E muito à conta das cotadas do sector financeiro e das tecnologias.

 

Nas tecnologias, a Amazon sobressaiu com um recuo de 1,40% para 1.169,47 dólares, depois de o presidente Donald Trump ter deixado a retalhista na berlinda ao apelar aos serviços postais do país para que aumentem os preços dos envios de forma a recuperarem custos.

 

No sector financeiro, o Goldman Sachs deu o mote às quedas, a ceder 0,68% para 254,76 dólares, pressionado pelo facto de ter dito que os seus lucros do quarto trimestre sofrerão um impacto negativo de cinco mil milhões de dólares devido à nova legislação fiscal e sobretudo devido ao imposto de repatriação.

 

Do lado dos ganhos, destaque para os títulos do sector petrolífero – como a Schlumberger, Exxon e Chevron –, que estiveram a ser impulsionados pela subida dos preços do crude.

 

O volume de negociação manteve-se generalizadamente fraco nesta semana de festividades entre a época natalícia e a passagem de ano. 




pub