Bolsa Wall Street fecha no vermelho mas regista melhor ano desde 2013

Wall Street fecha no vermelho mas regista melhor ano desde 2013

As principais bolsas dos Estados Unidos encerraram a última sessão do ano a ceder terreno, a corrigirem dos ganhos recentes. No acumulado do ano, o saldo foi positivo.
Wall Street fecha no vermelho mas regista melhor ano desde 2013
Reuters
Carla Pedro 30 de dezembro de 2016 às 21:32

O índice industrial Dow Jones fechou a ceder 0,29% para 19.762,80 pontos. No acumulado do ganho, valorizou 13,41%.

 

Também o tecnológico Nasdaq Composite recuou, terminando a última sessão do ano a perder 0,90% para 5.383,11 pontos. Nos 12 meses de 2016, o saldo positivo, com uma valorização de 7,50%.

 

Por seu turno, o Standard & Poor’s 500 depreciou-se 0,46% no fecho desta sexta-feira, para 2.238,83 pontos. Apesar desta descida, o S&P 500 marcou o seu melhor ganho anual desde 2013, acumulando um ganho de 9,43% em 2016.

Nos últimos cinco anos, Wall Street teve quatro saldos anuais positivos, tendo o ano de 2015 sido o único a fechar com perdas no acumulado de Janeiro a Dezembro. Wall Street fecha ainda 2016 como o melhor ano desde 2013.

 

O S&P 500, que é considerado a "referência" dos Estados Unidos, teve um melhor desempenho este ano que os índices da Europa Ocidental, Japão e China, sustentado sobretudo pela escalada dos títulos da energia na segunda metade do ano – que foram impulsionados pela valorização do crude, sobretudo depois de a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros 11 grandes produtores se terem comprometido, no final de Novembro, a reduzirem a oferta a partir de Janeiro.

 

Além da energia, também a eleição de Donald Trump como novo presidente dos EUA – será empossado no próximo dia 20 de Janeiro – sustentou fortemente as praças do outro lado do Atlântico, com muitos sectores a anteciparem um maior crescimento económico. 






A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub