Bolsa Wall Street sobe à boleia do sector do retalho

Wall Street sobe à boleia do sector do retalho

As principais praças dos Estados Unidos começaram o dia a negociar em alta apoiadas pelos ganhos registados em especial pelas cotadas do sector do retalho.
Wall Street sobe à boleia do sector do retalho
Reuters
David Santiago 21 de novembro de 2017 às 14:35

O índice Dow Jones iniciou a sessão bolsista desta terça-feira, 21 de Novembro, a ganhar 0,42% para 23.528,29 pontos, seguido pelo tecnológico Nasdaq Composite a somar 0,43% para 6.820,15 pontos, e pelo Standard & Poor’s 500 a crescer 0,33% para 2.590,76 pontos.

Depois de na última sessão ter sido o sector tecnológico a impulsionar os principais índices bolsistas americanos, esta terça-feira são as retalhistas que mais animam Wall Street. Os títulos da Hormel Foods sobem 4,70% para 34,97 dólares, as acções da Urban Outfitters avançam 2,78% para 29,06 dólares e os da Dollar Tee crescem 1,97% para 99,02 dólares.

 

Ainda entre as retalhistas, a Wal-Mart sobe 0,14% para 97,62 dólares e os da Home Depot apreciam 0,19% para 170,78 dólares.

 

Também a contribuir para o optimismo que se verifica nas principais praças americanas está a subida do preço do petróleo negociado em Nova Iorque, com o West Texas Intermediate (WTI) a valorizar para os 56,51 dólares por barril, isto numa altura em que os investidores acreditam que o encontro da organização dos países exportadores de petróleo (OPEP), agendada para a próxima semana, permita ao cartel prolongar os cortes à produção petrolífera actualmente em vigor.

 

Por outro lado, os investidores estarão também atentos a uma declaração da ainda presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos. Janet Yellen falará esta tarde sobre o seu mandato à frente da Fed e sobre o caminho que o banco central americano deverá seguir nos próximos meses, em especial no que concerne à taxa de juro directora do país. Yellen revelou esta segunda-feira que quando for substituída na liderança da Fed por Jerome Powell abandonará também o conselho de governadores da instituição. 


(Notícia actualizada às 14:44)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub