Bolsa Wall Street sobe com Casa Branca no centro das atenções

Wall Street sobe com Casa Branca no centro das atenções

As bolsas norte-americanas encerraram em alta, na expectativa do resultado das eleições presidenciais dos EUA, com as sondagens a apontarem para uma vitória da candidata democrata Hillary Clinton.
Wall Street sobe com Casa Branca no centro das atenções
Reuters
Carla Pedro 08 de Novembro de 2016 às 21:17

O Standard & Poor’s 500 fechou a somar 0,40% para 2.139,54 pontos. Também o índice industrial Dow Jones avançou 0,40% para 18.332,43 pontos e o tecnológico Nasdaq Composite valorizou 0,53% para 5.193,48 pontos.

 

As atenções estiveram todo o dia concentradas nas eleições, com os investidores a tentarem perceber quem será o próximo residente da Casa Branca. Com as sondagens a mostrarem-se favoráveis a Hillary Clinton, em detrimento do republicano Donald Trump, as bolsas voltaram a ganhar terreno, se bem que as subidas não tenham sido tão expressivas como na véspera.

 

"Clinton representa menos mudanças e as notícias positivas para o seu lado são notícias positivas para os mercados", comentou à Bloomberg Bill Schulz, estratega de investimento da Ball & Associates.

 

Com as sondagens a darem preferência à candidata democrata, o peso mexicano – que caiu quando Trump liderou as intenções de voto, devido às suas ideias anti-imigração – voltou a ganhar terreno face às principais moedas, o que constitui um bom barómetro para as bolsas.

 

Numa altura em que a cena política está no centro das atenções, começa também a diminuir o ritmo de apresentação dos resultados trimestrais das empresas norte-americanas. Os analistas estimam que os lucros das cotadas do S&P 500 tenham crescido 2,5% em média no trimestre compreendido entre Julho e Setembro, quando no início do mês apontavam para uma quebra média de 1,6%.

 

Para esta semana são esperados ainda os resultados de empresas como a Macy’s, Kohl’s Corp e Nordstrom. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub