Bolsa Wall Street sobe em dia de bruxaria quádrupla

Wall Street sobe em dia de bruxaria quádrupla

As bolsas norte-americanas abriram a última sessão da semana em alta, a recuperarem dos receios dos investidores quanto a potenciais entraves à reforma fiscal dos republicanos.
Wall Street sobe em dia de bruxaria quádrupla
Reuters
Carla Pedro 15 de dezembro de 2017 às 14:35

O Dow Jones abriu a somar 0,53% para 24.638,14 pontos e o Standard & Poor’s 500 segue a ganhar 0,42% para 2.663,28 pontos.

 

Também o tecnológico Nasdaq Composite acompanha o movimento de subida, a valorizar 0,40% para 6.883,65 pontos.

 

As praças bolsistas dos EUA estiveram ontem a ser penalizadas pela inquietação dos investidores quanto a possíveis entraves à reforma fiscal da Administração Trump, numa altura em que os republicanos do Senado e Câmara dos Representantes limam arestas para acordarem um texto comum a ser apresentado ao Congresso.

 

Os senadores republicanos Marco Rubio e Mike Lee recusaram apoiar a proposta de reforma fiscal sem alterações aos créditos fiscais para crianças de famílias de menores rendimentos, mas os analistas inquiridos pela Reuters dizem que essa será uma emenda simples visto que é facilmente ajustável e a reforma poderá seguir em frente.

 

Esta sexta-feira, esses receios já estão assim mais dissipados e reina um sentimento mais optimista junto dos investidores.

 

A sessão de hoje deverá ser de maior volatilidade, já que é dia de bruxaria quádrupla ("quadruple witching") nos mercados de ambos os lados do Atlântico. Isto porque se dá o vencimento simultâneo de quatro contratos: futuros e opções sobre índices e acções, tanto nos EUA como na Europa.

 

Este é um dia historicamente mais volátil, especialmente na última hora de negociação, porque os investidores que precisam de fechar posições podem movimentar o mercado a qualquer preço, levando as cotações a oscilarem erraticamente.

 

O ‘quadruple witching’ ocorre quatro vezes por ano, nas terceiras sextas-feiras dos meses de Março, Junho, Setembro e Dezembro.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar