03 de setembro de 2018 às 11:41
Retalho e banca são aposta na bolsa nacional
A bolsa portuguesa é uma das poucas que acumula um retorno positivo em 2018. Os analistas acreditam que o mercado accionista nacional não está imune ao comportamento das pares europeias, mas identificam oportunidades. As empresas com maior exposição à recuperação da economia lideram a preferência. "No seguimento das quedas acumuladas pela generalidade das empresas do sector do retalho alimentar, parece-me um sector atractivo com as duas empresas nacionais a apresentarem propostas de valor distintas", considera Nuno Marques, gestor da IGMA. Pedro Barata, gestor do NB Portugal Acções, aponta sectores que "deverão beneficiar com o dinamismo do consumo interno, nomeadamente os sectores de retalho, comunicações e bancário". 

0,6%
Subida do PSI-20
A bolsa portuguesa consegue evitar as quedas na Europa em 2018. O PSI-20 soma, este ano, 0,6%.