Matérias-Primas Diamante mais caro do mundo vendido em leilão

Diamante mais caro do mundo vendido em leilão

Chama-se Pink Star e arrematou, na praça, 66,7 milhões de euros, tornando-se na pedra preciosa mais cara que jamais foi levada a leilão. Demorou dois anos a lapidar e polir e fez a primeira aparição pública em 2003. Agora, ruma a Hong Kong.
Negócios com Bloomberg 04 de abril de 2017 às 14:57

Um diamante cor-de-rosa com 59,6 quilates (cerca de 12 gramas), vendido à joalheira Chow Tai Fook por 553 milhões de dólares de Hong Kong (66,7 milhões de euros à cotação actual) é agora a pedra preciosa mais cara de sempre transaccionada num leilão.

Denominada Pink Star (Estrela Cor-de-Rosa na tradução livre para português), foi à praça pela Sotheby’s e superou os 58 milhões de dólares do diamante oval Oppenheimer Blue arrecadados em Maio aquando de um leilão da Christie’s. É o maior diamante sem falhas internas do seu género que o Instituto Gemológico da América jamais avaliou.


Ainda assim, o valor agora registado ficou abaixo dos 83 milhões de dólares (77,9 milhões de euros à cotação actual) a que a mesma pedra, Pink Star, chegou a ser vendida em 2013. Aquela transacção nunca chegou porém a efectivar-se uma vez que o lapidador, a Isaac Wolf, não pagou o valor prometido, levando a leiloeira a reclamar o mineral.


A Estrela Cor-de-Rosa foi lapidada e polida durante dois anos depois de ter sido extraída pela De Beers no Botswana. A primeira exibição pública do diamante ocorreu no Mónaco em 2003, ao pescoço da modelo Helena Christensen, refere a Bloomberg.


O comprador de Hong Kong é o maior joalheiro do mundo, com mais de duas mil lojas de joalharia e relógios no mundo. No ano passado comprou um diamante verde por 17 milhões de dólares e recentemente reorientou a sua estratégia para alcançar clientes mais jovens, ao vender figuras coleccionáveis da saga Star Wars em ouro e pendentes com a imagem do rato Mickey com diamantes incrustados.




pub