Matérias-Primas UBS: Esqueça as acções, compre ouro

UBS: Esqueça as acções, compre ouro

Os analistas do UBS acreditam que os preços do metal vão recuperar em 2016, com os investidores a procurarem refúgio, face a um ambiente dominado pela volatilidade nos mercados accionistas.
UBS: Esqueça as acções, compre ouro
Bloomberg
Patrícia Abreu 06 de janeiro de 2016 às 16:33

2015 foi um ano marcado por altos e baixos nos mercados financeiros e o início de 2016 nas acções deixou um mau presságio para o ano. E é precisamente por causa disto que o UBS está a recomendar aos seus clientes que esqueçam as acções em 2016 e comprem ouro. Os especialistas esperam que as cotações do metal precioso e as acções de empresas do sector recuperem após um longo período de correcção.

O UBS acredita que as empresas do sector e os preços vão recuperar, depois de a matéria-prima ter estado a negociar em "mercado urso" desde 2011. "Inicialmente vemos o ouro a ganhar como um activo de refúgio e em 2017 o ouro pode beneficiar com o dólar dos Estados Unidos a tocar no pico e começar um 'mercado urso'", escreveram os analistas Michael Riesner e Marc Müller numa nota enviada aos seus clientes, citada pelo Business Insider.

O metal precioso tem estado a valorizar no arranque deste ano, com os investidores a privilegiarem a aposto num activo seguro, perante o clima de instabilidade nos mercados financeiros, mas também como um refúgio às tensões geopolíticas.

Os analistas argumentam que os mercados accionistas registaram um período longo de ganhos e estão próximos do pico. "O regresso da volatilidade foi o título da nossa estratégia de 2015", lembram os especialistas, acrescentando porém que "a subida da volatilidade no último ano foi na nossa opinião apenas o início de uma subida dramática na volatilidade entre activos nos próximos anos".

 




pub