Petróleo Euler Hermes: Preços do petróleo vão começar a descer para uma média de 72 dólares

Euler Hermes: Preços do petróleo vão começar a descer para uma média de 72 dólares

Um estudo realizado pela Euler Hermes, accionista da Cosec, antecipa que o crescimento da procura e a mitigação das perdas na oferta decorrentes de eventos geopolíticos vão levar os preços para uma média de 72 dólares, até ao fim do ano, e 69 dólares em 2019.
Euler Hermes: Preços do petróleo vão começar a descer para uma média de 72 dólares
Rita Faria 06 de agosto de 2018 às 11:34

Os preços do petróleo deverão começar a descer até ao final do ano para uma média de 72 dólares por barril de Brent, depois de o contexto geopolítico ter levado a matéria-prima negociada em Londres para máximos de 2014 no passado mês de Maio.

 

Esta é uma das conclusões do estudo "Oil – Beyond Geopolitics", conduzido pela Euler Hermes, accionista da Cosec, que antecipa uma nova queda dos preços do Brent em 2019 para uma média de 69 dólares por barril.

 

"Para 2018, o nosso cenário central de um preço médio de 72 dólares por barril é baseado num crescimento sustentado da procura impulsionado pela recuperação económica global. Ao mesmo tempo, esperamos que as perdas líquidas de oferta decorrentes de eventos geopolíticos, como no caso da Venezuela e Irão, sejam contidas", refere o estudo.

 

Os analistas da Euler Hermes acreditam ainda que há margem para um aumento da produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) – que tenderá a baixar os preços – e lembram que as hipóteses de o cartel e a Rússia "poderem rever os cortes na produção" este mês aumentaram de forma significativa.

 

Apesar de o cenário central apontar para um preço médio de 72 dólares por barril, os analistas não excluem a possibilidade de o barril de Brent atingir os 90 dólares em 2018. No entanto, esse cenário implicaria uma quebra da produção "muito maior", combinada com uma forte procura.

 

No caso de os preços se manterem no nível actual, ou acima, o estudo antecipa que será reforçado o desenvolvimento e adopção de energias alternativas. "Preços do petróleo acima de 75 dólares por barril aumentam a viabilidade, a adopção, o desenvolvimento e as perspectivas de financiamento para energias alternativas, novas tecnologias e processos de substituição", diz o estudo. "Esses sectores podem emergir com nova força após um período em que os preços baixos do petróleo forçaram a eficiência e o foco firme na sustentabilidade financeira".

 

Os preços do Brent têm recuperado desde o final do primeiro trimestre do ano e atingiram em Maio os 80,50 dólares por barril – um máximo de Novembro de 2014 – depois de os Estados Unidos terem saído do acordo nuclear do Irão, e de a OPEP ter ido ainda mais longe do que era esperado nos cortes da produção.

 

Nesta altura, o Brent sobe 0,40% para 73,50 dólares, enquanto o West Texas Intermediate (WTI), transaccionado em Nova Iorque, valoriza 0,48% para 68,82 dólares.