Petróleo Maduro: acordo para estabilizar preço do petróleo está próximo 

Maduro: acordo para estabilizar preço do petróleo está próximo 

"Estamos muito próximos de chegar a um acordo entre os países da OPEP e os não membros", revelou o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.
Maduro: acordo para estabilizar preço do petróleo está próximo 
Lusa 31 de janeiro de 2016 às 11:48

Os membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os países produtores que não integram o organismo estão próximos de um acordo que estabilize o preço do petróleo, anunciou hoje o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

 

"Estamos muito próximos de chegar a um acordo entre os países da OPEP e os não membros", revelou à imprensa em Caracas.

As declarações coincidem com a visita do ministro venezuelano do Petróleo, Eulogio del Pino, à Rússia, ao Qatar, ao Irão e à Arábia Saudita, para promover "preços justos" do petróleo, que, segundo a Venezuela, deverá ser de 70 dólares o barril.

 

De acordo com o ministro, "são quatro países chave" com os quais a Venezuela quis reunir-se como parte da proposta formal feita às nações da OPEP e não OPEP, para definir "um mecanismo de conciliação, necessário entre todos os produtores".

 

Eulógio del Pino, que também é presidente da Pdvsa, explicou que a Venezuela está a fazer uma "importante chamada de atenção" aos países membros e não membros da OPEP para elaborar "um mecanismo de conciliação, necessário entre todos os produtores".

 

Por outro lado, precisou que no dia 4 de fevereiro se reunirá com o homólogo russo Alexander Novak e que no dia 05 de fevereiro terá um encontro com os principais produtores de petróleo da Rússia.

 

Durante a visita, Eulógio del Pino prevê reunir-se ainda com Mohammed al-Sada, presidente da OPEP e ministro de Energia do Qatar, antes de visitar o Irão e a Arábia Saudita.

 
O petróleo é a principal fonte de receitas da Venezuela, país onde foi declarada uma "emergência económica".




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 31.01.2016

Este artista e' outro Costa no seu grau de inteligencia; julga-se rei do mundo inteiro, e tudo sera' resolvido com as suas hordens

comentários mais recentes
genio2 31.01.2016

Este cromo parece um pouco com o primeiro ministro de 31% dos portugueses á 6 meses atrás que hoje penso que não obter 25%.

Anónimo 31.01.2016

Myn escuses

Anónimo 31.01.2016

Secalhar falar para este maduro ou para um esteio nao ha-de haver muita diferenca,mas mesmo assim:o momento actual e um aviso para o futuro nao muito longe do agora. por outras palavras mexe-te e poe os outros a mexerem-se tambem.

Anónimo 31.01.2016

Olha que o barril se70entra pelo cu dentro ficas com os olhos impolados,cuidado.Daqui por algum tempo os carros nos paises ricos vao andar todos a electricidade,e os paises mandam apontar no livro,

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub