Obrigações Portugal tenta financiar-se em até 1.500 milhões a curto prazo

Portugal tenta financiar-se em até 1.500 milhões a curto prazo

O IGCP vai voltar ao mercado de dívida na próxima semana. Desta vez com leilões de curto prazo. O objectivo é financiar o Estado em até 1.500 milhões de euros.
Portugal tenta financiar-se em até 1.500 milhões a curto prazo
Pedro Elias
Sara Antunes 14 de setembro de 2018 às 16:15

A agência que gere a dívida pública nacional vai realizar um duplo leilão na próxima quarta-feira, 19 de Setembro, com o objectivo de angariar entre 1.250 milhões e 1.500 milhões de euros, revelou a instituição através de um comunicado emitido.

 

O IGCP, liderado por Cristina Casalinho, vai assim realizar uma emissão a seis meses e outra a 12 meses.

 

A última vez que o IGCP realizou emissões comparáveis foi em Julho, altura em que colocou 1.750 milhões de euros. Na altura, a agência conseguiu uma taxa de -0,28%, para a emissão a 12 meses, sendo um valor ligeiramente menos negativo do que o conseguido em Junho (-0,29%).

 

Já na emissão a seis meses, o IGCP conseguiu uma taxa de -0,339%, quando no anterior leilão a taxa foi fixada em -0,351%.




pub