A carregar o vídeo ...
Artistas solidários com a preocupação de que o apoio chegue às populações
28.06.2017
Artistas e mais de 14.000 pessoas juntaram-se terça-feira no Meo Arena, Lisboa, no concerto solidário com as vítimas dos incêndios na região centro do país, com a preocupação de que o apoio chegue às populações.


A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Bernardo, prefiro o Estado do que a UM a gerir o dinheiro . As misericórdias só querem dinheiro . Ninguém entra num lar sem pagar muito . Seria bonito o provedor da misericórdia de Pedrogão G gerir o dinheiro do concerto, já deu provas do que pode faze r.SS nunca me enganou,da sua boca só sai m

José Há 3 semanas

Aquele presidente da Mesiricórdias deixa-me muitas dúvidas. Soa a falcete. Eu não lhe dava o meu dinheiro para administrar.

Zeca Diabo Há 3 semanas

Gostei particularmente da solidariedade do imbecil Salvador Sobral ! Falar em dar peidos durante uma homenagem a tanta gente sofrida pelos incêndios...é dum mau gosto tal, que merecia uma grande tareia no focinho !

Bernardo Há 3 semanas

Pois é. Quando ontem vejo o Presidente da União das Misericordias ir agradecer ao Presidente da Republica e hoje dizem que é o Ministerio do Emprego que vai gerir o dinheiro esta tudo dito. Politicos a gerir? O dinheiro nas mãos dos políticos vai perder-se.