A carregar o vídeo ...
CGTP admite conflito se Governo colocar limites à subida de salários e nas carreiras
05.07.2017
O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, exigiu hoje que o Governo não coloque “qualquer restrição” ao aumento salarial e descongelamento de carreiras no próximo ano, admitindo que, se necessário, a central sindical “não fugirá ao conflito”.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 05.07.2017

Até que enfim! Não está certo esta exploração aos trabalhadores. O Estado Português não tem necessidade desta exploração, quer o dinheiro para quê, para ter os cofres cheios? ainda há outra reivindicação, menos tempo de trabalho para desta maneira poder empregar mais gente que não tem trabalho. Força CGTP, é assim que este pais pode ir para a frente.